Agencia de viagem marsans

Agencia de viagem marsans

Marsans Brasil

São Paulo - SP Sexta-feira, 09 de Novembro de 2012 - 22:12

A cerca de 20 dias fechamos eu e mais 2 amigas fechamos uma viagem no feriado para Costa do Sauipe! Fechamos o pacote terrestre com a agencia em pagamento em cheque em três pagamentos! Deixamos todos os dados solicitados pelo atendente da loja Aricanduva, e saímos de lá com a confirmação do nosso pacote lindas e felizes. pesquisamos passagens aéreas e fechamos 6 passagens 2 para cada ainda 2 diárias em Salvador para cada uma nos dias que antecedem a viagem. tudo certo, sonho de férias. Quando hoje pela manha mais de 15 dias depois do fechamento da viagem exaltando 5 dias para o nosso embarque, uma Sra. Bete extremamente mal educada nos liga falando que nossa viagem estava cancelada, como assim. Disse que o cadastro nao foi aprovado pela financeira ( detalhe nao temos restrição alguma nos órgãos financeiros) e que simplesmente nãopodeiamos embarcar. Um completo ABSURDO, uma vez que fechamos a viagem na agencia e saímos de lá com o recibo de quitação da viagem, compramos 6 passagens aéreas e mais 6 estadias para complementar a viagem e quem arcaria com esses custos??

Como uma agencia demora 15 dias para dar o retorno de uma viagem e a cancela com 5 dias de atencedencia.

Fora a pessoa dessa Sra. Bete que foi extremamente mal educada e arrogante com uma de minhas amigas dizendo que simplesmente vcs. Nao viajam. uma pessoa despregaras para lidar com o publico e com o seu cliente, detalhe éramos já digo no passado pois nunca mais piso nessa agencia, clientes assíduas da Marsans, jafechamos cruzeiros e outras viagens com a companhia, eu inclusive estava cotando o meu reveillon com a agencia!

Falta de respeito, comprometimento, educação e preparo de toda a equipe dessa companhia, fomos tratadas como uma qualquer sem o menor respeito!

Resultado entramos nesses lixo de companhia hoje para pagar a vista o nosso pacote e nao perder todos os outros já associados a viagem, e sabe o que ganhamos?

Nada nem um desconto pelo pagamento a vista que nos era de direito e nem um me desculpe por nos sermos incompetentes e nao sabermos como tratar nossos clientes.

Mesmo com minha viagem garantida, estou me sentido [editado pelo Reclame Aqui] decepcionada como consumidora e mais ainda indignada com a falara de respeito que fomos tratadas por um erro da agencia!

Se eles nos tivessem comunicado no ato, ou no máximo no dia seguinte que nao faria parcelamento, poderíamos ficar putas mas engolir, agora depois de 15 dias? Faltando 5 dias para o embarque? É no mínimo muita falta de competência!

Avise outros consumidores:

Resposta da empresa

Segunda-feira, 12 de Novembro de 2012 - 15:06

Com o objetivo de manter um relacionamento transparente e próximo de nossos clientes, almejando o bem estar dos mesmos ,gostaríamos de esclarecer que todas as consultas enviadas aos cuidados de nossa Área de Relacionamento. são analisadas minuciosamente por todas as partes, empresas e áreas técnicas envolvidas.

Por oportuno. informamos que estamos em contato com a cliente no sentido de esclarecer a questão e tomar todas as medidas necessárias para a conclusão do processo.

Source: http://www.reclameaqui.com.br/3862397/marsans-brasil/indignada-marsans-a-pior-agencia-de-viagens-que-ja-conheci/


*****

Agencia de viagem marsans

A Marsans foi declarada insolvente pelo Tribunal do Comércio de Lisboa, depois de o operador turístico Entremares ter movido uma acção judicial contra a empresa por falhas nos pagamentos.

Os credores têm 30 dias para reclamar as dívidas junto do administrador de insolvência nomeado para acompanhar o processo da agência de viagens, cuja sede já foi encerrada. Só os fornecedores dizem ter sido lesados em mais de dois milhões de euros. Falta ainda apurar as perdas de clientes e trabalhadores.

A decisão judicial foi tomada no passado dia 9 de Agosto. "No Tribunal do Comércio de Lisboa (. ) foi proferida sentença de declaração de insolvência dos devedores Viagens Marsans Lusitana", lê-se no edital publicado três dias depois. Este processo surgiu na sequência de uma acção movida pelo operador turístico Entremares, que era fornecedor da Marsans desde que esta perdeu a licença para emitir bilhetes de avião, em Abril.

Paulo Santos, administrador do operador turístico, avançou que já foram apuradas "dívidas de cerca de 334 mil euros", tendo sido este montante um dos factores para a decisão de avançar com o pedido de insolvência. Além disso, o responsável acrescentou que o objectivo era "assegurar que seriam banidas do mercado situações menos próprias", ao impedir a Marsans de manter a actividade.

Os problemas da agência de viagens de origem espanhola vieram a público em Junho, quando encerrou subitamente os balcões, deixando alguns clientes em terra. O líder da empresa na altura, Constantino Pinto, sempre garantiu que a empresa iria manter "a segurança e solidez" e que não seria afectada pelos problemas da casa-mãe, que entrou em falência este ano e foi vendida ao grupo Possibilitum Business.

Foi o administrador desta empresa, Jose Vicente Semper, que assumiu as rédeas da operação portuguesa, a partir do final de Junho. Em entrevista ao PÚBLICO, em meados do mês passado, assegurou que iria "resolver a situação dos clientes e dos fornecedores" quando conseguisse recuperar "dívidas de 1,1 milhões de euros" contraídas por "grandes clientes portugueses" junto da Marsans.

Nas mãos do administrador

O PÚBLICO apurou que a agência pagou parte do que devia aos fornecedores, mas, no caso da Entremares, "não houve qualquer reembolso". Uma vez decretada a insolvência, os credores têm um prazo legal para reclamar os montantes que ficaram por pagar: 30 dias a contar desde o momento em que é conhecida a sentença, sem suspensão durante as férias judiciais, que terminam no final de Agosto.

A expectativa de Paulo Santos é que o administrador de insolvência nomeado pelo tribunal (e que o PÚBLICO tentou contactar sem sucesso) consiga recuperar os créditos que, de acordo com Jose Vicente Semper, são devidos à Marsans por parte de clientes portugueses. "O administrador tem legitimidade para reclamar esses pagamentos para que os credores possam ser ressarcidos", afirmou o responsável da Entremares.

Cabe a Ademar Leite, o administrador de insolvência, reunir o conjunto de créditos reclamados e provados e avaliar se os activos da Marsans são suficientes para pagar aos lesados. Ou, se houver um projecto de viabilização, decidir se é financeiramente possível recuperar a empresa. Um caminho que pode ser escolhido, mesmo estando insolvente.

No entanto, não há sinais de que seja essa a opção da Possibilitum Business, uma vez que a sede da Marsans em Portugal, no centro de Lisboa, se encontra encerrada. Na porta principal ainda se vêem panfletos promocionais de viagens, mas não há um único trabalhador à vista e as luzes já foram desligadas.

Source: http://economia.publico.pt/Noticia/agencia-marsans-foi-declarada-insolvente-e-ja-fechou-as-portas_1451700


*****

Agencia de viagem marsans

Endereço

   Atualize os dados desta empresa

Empresas similares em Niterói Rs Turismo Ltda

Venda de Passagens Aéreas Nacional, Internacionais Pacotes, Seguro Viagem, Intercambio. Aluguel de Carros, Traslados, Lista de Casamento. Reservas em Hoteis, Pousadas, Resorts, Excursões Rodoviárias …

Transportes de funcionarios,executivos,particular City tour,by night,passeios em geral Transportes de pequenas encomendas Carros de alto luxo com preços de taxi especial Serviços de receptivos Entrega…

Transporte de Passageiro. Suporte a Batimetria.

Temos o Melhor Preço e Eficiência no Trabalho. Ligue e Confira! Temos o Melhor Preço e Eficiência no Trabalho. Ligue e Confira!

Temos Consultores para cada Segmento do Mercado; Nacionais;internac. Business; Jovens ;melhor Idade Sua Tecnologia de Ponta e Excelente Relacionamento com Fornecedores Garantem Tarifas Diferenciadas…

roteiros personalizados de viagens organização de Congressos de Ortodontia especializada em turismo nacional e internacional professionais especializados na Italia

Passagens Aéreas, Pacotes Turísticos, Hospedagens Cruzeiros Marítimos, Transporte Executivo City Tour, Traslados de Aeroportos. Reservas

Passagens Aéreas. Pacotes de Viagens Cruzeiros Maritimos, Hoteis e Receptivos

Operadora e Agência de Viagens e Turismo de Niterói Especializada na Terceira Idade Venha Fazer Parte de Nossa Grande Familia Conquistar Novas Amizades e Curtir Mais a Vida Trocar Energia Positiva Para…

Operadora de Turismo, Especializada em Viagens Internacionais, Nacionais e Venda de Pacotes. Porto de Galinhas, Fortaleza, Maceió, Salvador Natal, as Melhores Praias para um Entretenimento Cheio…

Source: http://www.boaempresa.com.br/local/marsans-plaza-niteroi-shopping-turismo-agencias-niteroi-rj-353758


*****

Agencia de viagem marsans

LEIAM 0 NÃO LEIAM

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) reformou sentença de 1ª Instância que condenou a empresa Viagens Marsans Internacional Ltda. a indenizar uma cliente por danos morais e materiais em razão do cancelamento de uma viagem sem a restituição dos valores pagos. Os desembargadores aumentaram o valor do dano moral de R$ 3 mil para R$ 6 mil.

M.F.M adquiriu, no dia 29 de janeiro de 2009, um pacote turístico com destino à cidade de Santiago, no Chile. A viagem se realizaria dos dias 10 a 14 de junho de 2009.

Quando faltavam 15 dias para sua saída do país, a cliente recebeu uma ligação da agência dizendo que a viagem havia sido cancelada e que ela receberia o reembolso do valor pago, totalizando R$ 1.581,16, no prazo de quarenta e cinco dias a contar da data do cancelamento.

Decorrido o prazo estipulado, a empresa não restituiu a quantia à consumidora. Após inúmeros contatos sem solução, a cliente buscou a Justiça, solicitando indenização por danos morais e a restituição dos valores pagos.

O juiz da 8ª Vara Cível de Juiz de Fora condenou a Viagens Marsans Internacional a indenizar M. em R$ 3 mil pelo dano moral e a devolver o montante pago pela viagem, R$ 1.581,16.

A cliente recorreu da decisão, por considerar que o valor do dano moral arbitrado foi incapaz de reparar os danos sofridos. Ela defendeu, além disso, que o cancelamento unilateral do contrato lhe dava direito ao ressarcimento em dobro pelos danos materiais.

No TJMG, o desembargador Alberto Henrique, relator do recurso, entendeu que o valor para compensar os danos morais sofridos pela apelante deveriam ser majorados para R$ 6 mil. No entanto, ele rejeitou a solicitação para a restituição em dobro, pois entendeu que a má-fé da empresa não ficou comprovada.

Os desembargadores Luiz Carlos Gomes da Mata e Francisco Kupidlowski concordaram com o relator.

Assessoria de Comunicação Institucional - Ascom

TJMG - Unidade Raja Gabaglia

Source: http://jurisway.jusbrasil.com.br/noticias/3006251/agencia-de-viagem-indeniza-cliente

24.05.2018

New

31 2015 mar

Disponibilizamos soluções que otimizam o trabalho do agente de viagens, confira:

Viagem aerea Disponibilizamos soluções que otimizam o trabalho do agente de viagens, confira: A GapNet é uma empresa que consolida Cias. Aéreas como...

02 2015 abr

Dicas de viagem europa

Dicas de viagem europa Para os brasileiros, até nem tanto tempo atrás assim, a Europa era um artigo de luxo. Hoje...

21 2014 feb

Viajar para disney

Viajar para disney Passaporte e visto americano são dois temas muito pedidos aqui no Vai Pra Disney e hoje vamos...

Popular on-line

Pacotes de viagens nacionais promocionais

Pacotes de viagens nacionais promocionaisConfira agora as melhores dicas para você adquirir pacotes de viagens promocionais 2015, onde você encontrará os melhores ... Saber mais...

Viajar para

Viajar paraQuem não precisa?Cidadãos residentes e/ou de nacionalidade canadiana;O visto não é exigido a cidadãos de um país do espaço Schengen que ... Saber mais...

Viagem baratas

Viagem baratasQuanto se gasta em um mochilão sempre é assunto na pauta de quem pretende viajar nesse estilo. Apesar de ser algo ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros