Viajar de avião é seguro

Viajar de avião é seguro

GOSTO muito de voar — sempre gostei. Voar não apenas nos dá a liberdade de viajar rapidamente de um lugar para outro, mas também de deixar para trás um triste dia nublado atravessando espessas nuvens em direção a um lindo dia ensolarado, bem lá no alto. Gosto das emoções de voar desde quando era garotinho e voei pela primeira vez em 1956. Esse amor fez com que eu escolhesse a carreira de piloto profissional, mas também já trabalhei como investigador de acidentes de avião.

Viajar de avião é seguro mesmo? Que precauções você deve tomar quando tiver a oportunidade de viajar de avião?

Todos os anos, quase 18.000 aviões decolam e aterrissam regularmente em milhares de aeroportos ao redor do mundo, levando mais de 1,6 bilhão de passageiros aos seus destinos — e tudo isso com pouquíssimos acidentes. De fato, a bem conhecida companhia de seguros Lloyd’s, de Londres, calcula que seja 25 vezes mais seguro viajar de avião do que de carro. Assim, estatisticamente falando, a parte mais perigosa de sua viagem seria ir e voltar do aeroporto de carro. Entretanto, algumas precauções razoáveis podem ser tomadas para fazer com que esse meio de transporte relativamente seguro se torne ainda mais seguro.

Seja seletivo ao escolher a companhia aérea: Nem toda companhia aérea tem o mesmo histórico de segurança. Empresas bem estabelecidas no mercado costumam ser seguras. Elas operam com aeronaves modernas e têm uma boa reputação devido a constantes inspeções de segurança e manutenção.

Escolha com cuidado o que vai vestir: Aqueles que sobrevivem a um acidente de avião enfrentam os perigos do fogo e da fumaça. Portanto, vestir camisa ou blusa de manga comprida e usar calça ou saia compridas pode proteger melhor a pele das chamas e do calor. Roupas de fibras naturais oferecem uma boa proteção, ao passo que as de materiais sintéticos freqüentemente se derretem ou encolhem quando expostas ao calor e colam na pele, causando queimaduras potencialmente mais graves. Roupas de couro também podem encolher quando expostas ao calor e, portanto, não são recomendadas. Vestir várias peças de roupa (uma por cima da outra) também protege mais do que apenas uma, e cores claras absorvem menos calor do que as escuras. Sapatos baixos, especialmente os com cadarços, têm mais probabilidade de ficar nos pés, protegendo-os de cortes e queimaduras. Por fim, meias de lã são melhores do que as sintéticas.

Preste atenção aos procedimentos de emergência: Antes de o avião decolar, os comissários de bordo darão algumas instruções bem claras sobre procedimentos de emergência. Na remota hipótese de haver um acidente, você terá de se lembrar dessas instruções para conseguir encontrar uma saída do avião. Portanto, preste atenção ao que for dito. Uma pesquisa sobre canadenses que viajam de avião revelou que apenas 29% dos passageiros lêem ou dão uma olhada no cartão de segurança. Tome tempo para analisar as instruções de segurança, em especial aquelas que mostram como abrir as saídas de emergência, visto que você talvez seja o primeiro a chegar até elas. Pense em como poderá encontrar a saída se estiver escuro ou se a fumaça dificultar a visão. Uma técnica bem simples é contar as fileiras de cadeiras que ficam entre você e as saídas de emergência do avião. Desse modo, mesmo no escuro você será capaz de encontrá-las e abri-las.

Limite sua bagagem de mão: “Em um vôo normal, os itens que caem dos compartimentos de bagagem que não foram devidamente fechados, ou que foram abertos por passageiros durante o vôo, são uma ameaça constante [para os passageiros], podendo causar graves danos à cabeça e até mesmo a morte”, menciona o periódico Flight International. Então, lembre-se: bagagens pesadas de mão podem pôr em risco sua segurança e a de outros passageiros. Portanto, numa emergência, deixe TODA a sua bagagem para trás. Concentre-se em se salvar! Você poderá conseguir outra bagagem depois.

Numa situação de emergência

Em caso de emergência, torna-se mais perigoso abandonar a aeronave quando há fogo, fumaça e vapores tóxicos. Um relatório de acidente mencionou: “Quando o avião pousou, quase não havia visibilidade na cabine a partir de 30 centímetros do chão [por causa da fumaça]. Os sobreviventes disseram que mal tinham forças para chegar até as saídas de emergência.” Sobreviver era uma questão de sair rapidamente do avião.

A tripulação está treinada para esvaziar uma aeronave com segurança e rapidez. Portanto, obedeça às suas instruções imediatamente. Mas nem sempre as coisas saem como planejadas. Problemas no sistema de comunicação com os passageiros, membros da tripulação feridos, confusão e os efeitos de barulho, calor e fumaça podem fazer com que os melhores esforços da tripulação sejam ineficazes. Além disso, você pode estar viajando em uma companhia aérea em que os comissários não falam seu idioma, e isso também pode impedir uma boa comunicação entre você e a tripulação.

Análises de acidentes revelam que um fator decisivo para se conseguir escapar de uma emergência é estar determinado a sair com vida. Você precisa ter um plano de ação bem claro e estar disposto a ser o responsável pela própria sobrevivência. Seu plano deverá incluir todos os que estiverem viajando com você, especialmente crianças e idosos. Pense em como poderão permanecer juntos de modo a serem capazes de ajudar um ao outro a sair do avião. A revista Flying Safety recomenda: “Se houver muita fumaça quando estiver abandonando o avião, agarrem-se uns aos outros. Fazer com que segurem o seu cinto possibilita guiá-los até a saída.” Informe ao(s) companheiro(s) de viagem qual será o seu plano de ação no caso de uma emergência.

Todo meio de transporte acarreta riscos, mas os modernos aviões comerciais são em geral mais seguros e nos permitem chegar aos nossos destinos revigorados e prontos para trabalhar ou nos descontrair. Fique preparado, mas não ansioso. Relaxe e aproveite o vôo — assim como eu. — Contribuído.

Source: http://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/102003484


*****

Viajar de avião é seguro

Você tem medo de voar de avião?

* Digite o texto da imagem:

Preencha o campo
  • Clique na imagem para recarregá-la

Últimas respostas

  • 14/09/10 11:27 - Feernando Augusto

Tenho muito medo, até quando ele passa por cima da minha residênciaOpine   14/09/10 11:10 - penina rosa pereira eu não tenho nem medo nem preocupação eu acho que quando acontece é infelismente tristes acicidentes que ceifam muitas vidas mas se tivesse condições financeiras eu iria pelo menos uma vez por ano na minha querida manaus sou de vitoria .e essa é minha opiniãoOpine  

  • 14/09/10 11:08 - Tatiana

    Sempre tive medo de viajar de avião e ultimamente esse medo só tem aumentado.Opine   14/09/10 11:04 - Line Quem não viaja de avião porque tem medo, não sabe o que tá perdendo, viajar de avião é MUITO BOM. Eu fico meio tensa antes de viajar, mas quando entro no avião faço uma oração e graças a Deus os voos que eu peguei até hoje foram super tranquilos. Inclusive em Janeiro eu já tinha viajado nesse avião da Conviasa que caiu ontem na Venezuela e apesar de o avião ser de hélice e balançar um pouco (TENSO!) o voo ocorreu super bem!Opine  

  • 14/09/10 11:03 - fran

    tenho pavor! já andei 4 vezes, mais agora desistí de vez. aconteceu um incidente na última vez indo de brasilia a são paulo. já tinha, medo mais depois dessa só viajo de carro ou bus. me sinto insegura demais lá dentro, e sinto muito medo de morrer dele cair a qualquer minuto.Opine   14/09/10 10:50 - Vald Galera eu tinha pavor de voar e por ironia do destino fui trabalhar em um emprego que tenho que viajar muito. Graças a Deus perdi o medo de voar, já voei em aviões grandes e pequenos (TRIP e Passaredo) e digo as melhores viagens que fiz foi nos aviões menores, mais confortavéis e melhores serviços de bordo. Com tempo se acostuma, hoje gosto muito de ver as nuvens e paisagens, na hora que ele decola é uma delicia. Voar é uma delicia e é sim um do meio de trasportes mais seguro do planeta. Todo mundo tem receio sim, mas voar não é a única forma de morrer, pense nisso.Opine  

  • 14/09/10 10:41 - Renato

    Tinha até voar pela primeira vez. Sofri acidente de automóvel e duas pessoas que estavam comigo morreram. Viajo todos os dias pela Dutra e estou sempre vendo graves ocorrências com veículos, quase sempre com vítimas. Ontem (13/09) uma carreta de líquidos inflamáveis virou sucata em Seropédica e nem vi notíias sobre. Vejo que no comparativo aviões versus automóveis, ganha o segundo!Opine   14/09/10 10:41 - DENISE CAMPOS Tenho sim, e muito medo de voar de avião, apesar de já ter voado várias vezes, mas isso ñ acabou e nem acabará com esse meu MEDO.Opine  

  • 14/09/10 10:23 - SILVIO

    VOAR É SEGURO ATÉ O MOMENTO EM QUE A AERONAVE EM QUE VC ESTÁ VIAJANDO COMEÇA A SE DESPEDAÇAR NO AR E CAIR NO SOLO OU NO MAR, NESSA HORA VC VAI DESEJAR NUNCA TER ENTRADO EM UMA AVIÃO.Opine   14/09/10 10:19 - Luiz Marcelo Avião é o transporte mais seguro que existe. Vocês tem idéia de quantos aviões estão no ar neste momento que vocês estão lendo? E quantos caíram? Mas assista ao telejornal que, com certeza, haverá algum acidente envolvendo veículos. O público se comove com o fato de centenas de pessoas morrerem de uma só vez. Mas não se comove com os milhares que morrem em pequenas quantidades de acidentes de carro. Outro detalhe é que a situação das estradas (segurança, sinalização, condições, etc) é absurda! Avião balançar, pegar uma turbulência é normal. Anormal são problemas mecânicos e o não cumprimento de regras operacionais. E pra quem não se sente confortável, procure o seu médico e ele indicará um calmante. Boa Viagem!Opine  

  • 14/09/10 10:02 - Magno

    Engraçado, com o passar dos anos acreditava que deveria diminuir os acidentes. porem agora parece cair mais avioes do que no passado. nao tinha medo ate cair o da gol e da tam em congonhas. amanha viajo de Trip (avioes regionais. para serra dos carajás)pense numa desconfianca por serem menores tenho medo que nao haja manutencao. mas fé em Deus.Opine   14/09/10 09:59 - Eliana Nunca viajei de avião,pois tbem nunca fui para longe,emfim,se um dia precisar,irei numa boa,pois se for a minha hora,será inevitável né? Quantas pessoas perderam voos,de avioes que acabram caindo?era porque não era hora de perderem suas vidas. Eu penso assim..se estou certa,não sei,mas tudo já vem esquematizado para acontecer,pois nada é em vão. Opine  

  • 14/09/10 09:48 - Almir

    Aqui no Rio de Janeiro é mais perigoso ficar no chão, por falta de segurança por parte da polícia. Opine   14/09/10 09:43 - gelso maran acho que os riscos são bem menores viajar de avião. Acho que de carro e que nao é seguro!Opine  

  • 14/09/10 09:43 - solange Gomez

    Eu tenho pavor de andar de aviao! O gatilho foi a queda do aviao da Gol que matou varias pessoas de minha cidade, Cachoeiro de Itapemirim. Nao tinha medo algum, mas agora tremo a viagem inteira e nao deixo a pessoa que esta a meu lado dormir. Dou vexame sempre!!Opine   14/09/10 09:35 - Lucas Muniz Em 2010 houve 10 acidentes com aviões de grande porte fora os acidentes com aeronaves menores. 800 pessoas mortas. Algum órgão internacional, ou mesmo nacional, já fez a contagem de quantos acidentes automobilisticos aconteceram em 2010? Creio que para casa acidente aéreo há, no mesmo dia, 2000 carros acidentados. No anos, é possível lotar 10, 12, 20 A380 com corpos de pessoas que morreram em acidente em ruas e estradas em todo mundo. Avião é seguro, confiante, agradável, eficiente e eficaz. Não há motivo para para medo de voar. É mais seguro que os automóveis que vemos diariamente na rua.Opine  

  • 14/09/10 09:25 - ANA

    Tenho medo de altura isso ja responde a pergunta ne, ainda esses aviões que vivem despencando do ar, ai lascou-se tudo.Opine   14/09/10 09:17 - Maria Nossa, muito! Na volta do reveillon do Rio p Sao Paulo tava chovendo muito, todos os voos cancelados menos o meu. o avião balançava absurdamente, uma irresponsabilidade da compania. por isso q aviões caem!Opine  

  • 14/09/10 09:15 - DIRCEU

    claro que não! se tiver que morrer é a melhor morte possivel não sente nada. quando vai ver está ao lado direito do pai todo poderoso. deus rs. Opine   14/09/10 09:11 - Débora Eu tenho pavor de andar de avião. Sei que todos os veículos são perigosos, mas avião é o pior deles e só viajo se não tiver opção.Opine  

  • 14/09/10 09:10 - otavio

    O avião é um meio de transportes mais seguro.Já viajei devs.vezes nunca houve qualquer problema,se precisar estarei voando novamenteOpine   14/09/10 09:09 - Paulo Sim. E muito. Não confio nos sistemas operacionais, nos mecânicos, e em quem está conduzindo a aeronave, e pior ainda, acho que não há manutenção, nem a obrigatória. São muitos sistemas interligados, um dependendo do outro, se houver falha em um provavelmente os outros ou alguns irão juntos. E os tripulantes? Como está o lado emocional destas pessoas? Vivem com o pé fora da terra constantemente durante vários anos, quais alterações podem causar a estes seres humanos, além do físico, claro! E o meio ambiente? As condições climáticas? Não se tem o menor controle sobre elas. O homem definitivamente não nasceu para voar. Quando se atreve, passa a poluir a atmosfera terrestre causando mau a todos nós. Sinceramente, os adoradores deste meio de transporte no meu entender tem "DESVIOS EMOCIONAIS" sérios. Opine  

  • 14/09/10 09:07 - Izilda

    Voo toda semana a trabalho para Curitiba a viagem dura 50min em média, o medo durante a viagem é visivel na minha cara, tento me concentrar em outras coisas mas é dificil. Estou sempre achando que o avião vai cair. Como dizem que cada pouso é unico, cada viagem tb é unica.Opine   14/09/10 08:28 - antoniobaltazar Vixe! se tenho. Tenho muito, se já andei? Não, nunca andei.Opine  

  • 14/09/10 08:28 - Adrien

    poutz é embassado eu tenho medo pra caramba, principalmente quando ele vai subir. poutz véiu, é muito complicado para quem tem medo, pior q final do ano ja to com passagem comprada, to perdido !Opine   14/09/10 08:11 - Léo Para morrer, nesse caso não precisa ter chegado a sua hora, basta ter chegado a hora do piloto. Opine  

  • 14/09/10 07:55 - Rafal Jr.

    Para morrer basta estar vivo!Opine   14/09/10 07:42 - Pedro Morre muito mais gente de acidente automobilístico do que aéreo. Pra que ter medo de avião? É mais seguro!Opine  

  • 14/09/10 07:34 - Nilson

    Quantas pessoas morreram em acidente de carro este ano? Quantas pessoas morreram em casa (Assassinadas) este ano? Quantas pessoas morreram em guerras (trafico + oriente medio)? porque vou ter medo de avião?Opine   14/09/10 07:17 - Raquel

    Quando chega tua hora,até um avião cai na tua cabeça. Não tenho medo de voar.Opine   14/09/10 07:43 - wilson adelino

    tenho muito medo, só viajo quando não ha outro jeito  

  • Source: http://noticias.r7.com/internacional/mural/voce-tem-medo-de-voar-de-aviao-.html


    *****

    Viajar de avião é seguro

    Melhor resposta:   Sou "suspeito" para falar, pois sou da FAB (Reserva)!

    Seguro, é apelido; é delicioso!

    As etapas que eu mais gosto são os pousos e as decolagens; mesmo acomodado naquelas poltronas estreitas, acompanho com o corpo, todas as evoluções, mudanças de nível, velocidade!

    Na qualidade de militar e Controlador de Vôo, eu tinha acesso aos nomes do pilotos do vôo que iria voar; se fosse algum colega (vários, entre a Varig, Vasp, Transbrasil; -*fui Aluno da EPCAR*-; conquanto eu tivesse sido reprovado ainda em Barbacena, muitos colegas prosseguiram para a AFA, e a amizade manteve-se); após o nivelamento do avião, para a consecução da viagem, eu solicitava à aeromoça (elas detestam esse nome; preferem o pomposo nome de "comissária de bordo"!) que levasse a minha identidade militar ao Comandante; sempre era convidado a ir para a cabine (atrás das poltronas do pilotos, tem uma poltrona embutida, chamada "jump seat"), na qual me acomodava.

    Delicioso observar os outros aviões voando no mesmo sentido, mais abaixo ou acima, ou outros voando em sentido contrário (abaixo ou acima)!

    Em em zonas com temporal?

    Admirei-me à primeira vez que vi!

    Dada a velocidade do avião (1.004km/h) as gotas da chuva são vistas na horizontal!

    Lindo mesmo são os raios que atingem o avião; uma luz lilás-clarinha, que serpenteia pela coluna de metal do vidro dianteiro e dissipa; ela dura talvez 01 segundo, serpenteando; uma rara visão!

    E o comandante (todos eles) extremanete educados, bons de papos; qualquer assunto que você profira, eles sabem dar desenvolviento, porém, em sabendo-me Controlador de Vôo, aproveitavam para apontar as deficiências no Serviço de Tráfego Aéreo.

    Aquela zona de ninguém (em decolando de Brasília para Manaus), perto da Serra do Cachimbo, em que TODOS gritaram que é mentira (Imprensa), que não existe, existe sim!

    Voamos bem uns 04 minutos sem contato rádio com ninguém (nem Brasília, nem Manaus); em Manaus no ACC MN (Area Control Center, ou comumente chamado Centro Manaus) também nada se via, por alguns poucos minutos, o plot do avião ("plot ou eco radar"); o operador sabia que ele estava ali, mas não o via!

    Mas, o espaço era apenas dele!

    Na realidade os aviões voam como que dentro de uma caixa, aonde nenhum outro avião entra (os Controladores monitoram continuamente); entre aviões de mesma velocidade, o avião da frente está a 05 minutos de distância; o detrás, idem, ou, traduzindo para distância, dividir 10003 por 60 e multiplicar por 5, ou, 83,5km entre eles, no mesmo nível (a gente não vê o avião que vai na frente; muito longe), e, em níveis abaixo ou acima, separação vertical de 1.000pés ou 330m, sendo que a separação lateral, numa aerovia, é da ordem de (estando ele no centro) de 50km pra esquerda, 50km pra direita!

    Totalmente seguro!

    O acidente do Gol, com o Legacy, foi uma fatalidade, uma sequência de erros humanos, e doutrinas de vôo diferentes (os americanos procedem de u'a maneira diversa da nossa), mais, o sucateamento dos meios de Comunicação e Vigilância/Vetoração Radar, efetuados pelo Fernando Henrique e o Mulla, (claro, não é a mãe deles que está lá dentro do avião; o Zé Povinho que se dane!).

    Viajar de avião?

    Delicioso!

    (Apenas, não podemos/devemos confiar nos políticos; estão sempre desviando dólares tão necessários à Segurança do Vôo, para porem em suas cuecas, para pagarem farras faraônicas para as "meninas boas de famílias más" da terra do planalto dos punguistas; emocionadas por ganharem dinheiro, muito dinheiro com tanta facilidade, elas agradecem; o cidadão brasileiro, o chefe de família, crianças de colo, dezenas de pessoas úteis à sociedade, que se danem!).

    Source: http://br.answers.yahoo.com/question/index%3Fqid%3D20080905014824AA8NWwQ


    *****

    Viajar de avião é seguro

    Quando você voa com medo, fica imaginando coisas como “e se isso falhar, e se aquilo quebrar, e se a energia acabar”?

    Bem, pode ser que não existam coisas impossíveis na vida, mas a perda total de energia em uma aeronave de última geração está bem perto de ser uma dessas coisas inimagináveis.

    Como sempre procuro fazer no Blog, vou tentar explicar de uma maneira bem simples como é o sistema elétrico de um Boeing 777. Muitas vezes eu falo que algo no avião é “semelhante” ao que temos em casa. Esta semelhança é meramente por analogia de minha parte, já que tudo em uma aeronave é construído e funciona de uma maneira totalmente diferente, mas fica mais fácil de entender quando eu faço estas analogias…ok?

    Então vamos começar: há dois tipos de corrente elétrica nos aviões: AC e DC (corrente alternada e corrente contínua, nada a ver com a banda de rock :).

    A corrente AC é semelhante a que a gente tem em casa para ligar os eletrodomésticos na tomada, só que em casa a voltagem (tensão) é 110V (ou 220V) com uma frequência de 60 Hertz (ou seja, a luz na nossa casa “pisca” 60 vezes em um segundo). No avião não tem 220V, tem somente 115V com uma frequência de 400Hz. Já que alguém vai me perguntar por que é 60hz em casa e 400hz no avião, já vai a resposta: A vantagem dos geradores de 400hz e que eles precisam de menos “espiras” de cobre em seu enrolamento para gerar a corrente necessária. Menos cobre significa menos peso e menos espaço no avião. Uma regra geral em projeto de aeronaves dita que cada 1KG economizado no projeto significa 4,5KG de economia na operação, pois pode-se reduzir a estrutura e a quantidade de combustível para carregar o mesmo equipamento. Se quiser saber mais sobre geradores, clique aqui ).

    E qual a diferença entre AC e DC? A principal diferença entre as correntes AC e DC é a seguinte: a AC te dá um choque duca, a DC não dá choque…rs..(brincadeira, DC também dá choque, mas tem que ser uma tensão enorme. Para saber sobre eletricidade, consulte a Wikipedia .

    Voltando ao nosso T7:

    Há 3 fontes principais de geração de força AC no 777: dois geradores (chamados de IDG), um em cada motor e um terceiro gerador igualzinho que fica na APU .

    Qualquer um dos três geradores pode suprir toda a carga elétrica necessária para alimentar a aeronave.

    Isso mesmo, existem três geradores, mas apenas um funcionando é capaz de manter toda a carga elétrica essencial para a aeronave. Eu disse toda!

    O sistema DC (corrente contínua) é parecido com o sistema que temos nos carros, só que os carros usam 12VDC e os aviões usam 28VDC. O sistema DC é usado para alimentar as telas dos instrumentos, os computadores e o sistema FLY-By-Wire. O computador da sua casa usa corrente DC, apesar de você o ligar na tomada. Cada PC caseiro tem uma fonte dentro dele, que transforma os 110VAC (ou 220VAC) da sua casa em 6 (update) 5VDC ou 12VDC que vai ser usado pela placa mãe, hard disk e processador.

    No 777 há 4 sistemas DC: O Principal, o Standby o Backup e o Fly Control (Fly By wire).

    Existe um “putza” de um computador responsável por gerenciar toda esta força elétrica, além de proteger o sistema contra sobrecargas. Esse computador (que se chama ELMS) sabe exatamente o que é mais essencial para o vôo a cada segundo, e em caso de perda de um gerador por exemplo, ele tira força elétrica de sistemas não essenciais como a música que você estaria ouvindo no seu fone ou o filminho na tela do assento e direciona a carga para sistemas essenciais.

    Além daqueles três geradores principais (IDGs), existem mais dois (um em cada motor) chamados de Backup Generators (BUGs). Enquanto os motores estiverem funcionando, estes backup generators estarão disponíveis (mas não em uso, eles ficam na reserva) para suprir as partes essenciais de Força Elétrica AC.

    E cada um desses dois BUGs possui 2 PMGs, que são Permanent Magnet Generators. Esses PMGs funcionam mesmo que o BUG falhe, já que eles são instalados diretamente no eixo do BUG, e enquanto o motor estiver girando, os PMGs estarão criando energia, mas essa energia é direcionada especificamente para os barramentos de controle de vôo (FBW). Percebam que eu disse enquanto o motor estiver “girando”, não precisa estar necessariamente funcionando.

    São três barramentos DC para Controle de Voo (central, esquerdo e direito – tripla redundância), e já que os PMGs são a fonte mais confiável de energia, são eles que alimentam esses 3 barramentos o tempo todo.

    Mas e se eles falharem?

    Hummm, vai que o cara mais azarado do mundo está a bordo e os 4 PMGs falham ao mesmo tempo né?

    Bem, se isso acontecesse, os IDGs que alimentam as barras principais de corrente alternada passariam a alimentar o FBW, mas não de maneira direta, já que FBW é DC e IDG gera corrente AC certo? Cada barra AC alimenta um tipo de transformador chamado TRU (Transformer Rectifier Unit), que pega essa corrente AC e transforma para 28V DC, assim como a fonte do seu computador faz quando é ligado na tomada.

    Pronto, temos 4 TRUs alimentando o nosso FBW e ele fica todo contente e funcionando em tripla redundância.

    Mas o cara azarado continua a bordo, e se além dos 4 PMGs que falharam, os três IDGs também falharem?

    Como é que é? Como é que vai falhar um IDG em cada motor e mais o IDG do APU que está lá atrás quietinho? Ah, por causa do cara azarado…ok.

    Bem, tem os dois BUGs ainda lembram? Eles estão lá, funcionando enquanto o motor estiver funcionando, e estes passam passariam a alimentar as barras AC essenciais e os TRUs que alimentam o FBW. E mesmo perdendo tudo isto aí que foi falado acima, nenhum instrumento ou computador essencial ao vôo será perdido, apenas coisas supérfluas como eletricidade para as Galleys, sistema de entretenimento, iluminação fútil, e por aí vai.

    Hein? O cara azarado continua a bordo e além de perder os 4 PMGs, os 3 IDGs agora deu pane nos 2 BUGs? Tudo ao mesmo tempo?

    Não tem problema meus caros Watsons (embora neste momento o piloto comece a suar..), pois ainda existe a bateria do avião!

    Sim, o avião tem uma bateria bem potente que vai manter os sistemas essenciais DC e AC alimentados por pelo menos 1 hora antes de descarregar.

    Mas peraí? Como pode bateria gerar força AC? Todo mundo sabe que bateria é força DC!

    Ah meus caros Watsons, tem uma coisinha no equipamento elétrico de todo avião que se chama Static Inverter, e o que essa coisinha faz é justamente isso: transforma corrente de bateria DC em corrente AC.

    Em um caso extremo assim de perder tudo e ficar só a bateria, a tripla redundância do FBW seria perdida, apenas dois dos três barramentos de controle de vôo receberia alimentação (Central e Esquerdo). E basta apenas um funcionando para que todos os controles continuem funcionando. Continuaríamos com redundância, mas não tripla.

    É seguro esse bicho ou não é?

    Tá, mas o cara azarado continua a bordo [ alguém joga esse cara pra fora do avião por favor?! ], e se antes dessa uma hora de vôo, a bateria “fervesse”? Detalhe que bateria de avião é do tipo alcalina (de Nickel Cadmiun) e seria quase impossível que isso acontecesse…mas…vamos lá…(Update:A bateria mais moderna hoje em dia é do Boeing 787, de íons de Lítio. A primeira versão desta bateria se mostrou instável mas após modificações não apresentou mais problemas).

    Que coisa heim? Vamos supor que a bateria falhasse também. Além de suar, o piloto começaria a fazer o sinal da cruz, pois a situação estaria ficando realmente crítica. Em um caso como esse, de falha de bateria, um geradorzinho movido a vento que fica escondido na barriga do avião já vai ter saído de seu esconderijo e começado a funcionar. Esse geradorzinho se chama RAT (Ram Air Turbine). Ele é movido a vento e o avião está voando, logo, vai gerar energia para os instrumentos essenciais e a “barra quente” da bateria, e continuaremos com dupla redundância nos barramentos FBW.

    “Ô loco meu!” (diria o Faustão nessa hora), esse bicho não perde energia de jeito nenhum? E se um passarinho bater nesse geradorzinho movido a vento e o quebrar?

    Aí já tá forçando a barra né Faustão?… mas ainda existem umas baterias de emergência dedicadas exclusivamente ao FBW, as superfícies continuariam se movendo de forma direta mas não haveria qualquer instrumento funcionando no cockpit.

    E se além de perder os 3 geradores, os 2 Backup Generators, os 4 PMGs, a bateria e a RAT essas baterias todas de emergência do sistema FBW também fervessem?

    Bem, ai você estaria realmente num péssimo dia, sem instrumento algum e sem nenhuma força elétrica, mas ainda assim conseguiria manobrar a aeronave via cabos de comando mecânicos, atuando o estabilizador horizontal para fazer o nariz subir ou descer e dois spoilers para fazer com que a asa se inclinasse para fazer curvas.

    Diagrama extremamente simplificado do sistema elétrico do 777

    De uma forma bem simplificada, é assim que funciona o sistema elétrico de uma aeronave que seja FBW. Mas este sistema na verdade é bem mais complexo e redundante do que se possa imaginar. Eu nem entrei em detalhes sobre como cada IDG alimenta um barramento isolado de outro e como ocorrem transferências de barras para cada tipo imaginável de falha. Geração e controle de energia elétrica são duas funções essenciais ao vôo, então dá pra se imaginar os esforços que os engenheiros colocaram no sistema para que não ocorra um colapso total.

    E não é só isso, este é um sistema MUITO, MUITO, MUITO confiável. Raramente temos panes em sistema elétrico em aviões mais novos (ao contrário do Electra, que dava muitos problemas elétricos, mas como era ainda mais redundante na geração, havia a compensação por excesso)

    Depois de saber tudo isso, será que ainda tem gente com medo de voar? Existe redundância de sistema hidráulico, de sistema de pressurização, de componentes do motor, de navegação, de…

    Source: http://www.avioesemusicas.com/por-que-voar-e-tao-seguro-repost.html

    16.12.2018

    New

    31 2015 mar

    Clube de viagens

    Clube de viagens No último artigo falamos sobre os sites de compras coletivas de viagens e todas as vantagens e...

    02 2015 abr

    Voos baratos para frança

    Voos baratos para frança Para viajar atй Franзa nada melhor do que escolher um voo barato Famosa pela culinбria,...

    21 2014 feb

    Duração de viagem de avião

    Duração de viagem de avião A Aeroméxico estreou uma nova rota direta de Guarulhos a Cancún. A partir de agora, a companhia...

    Popular on-line

    Voos baratos de madrugada

    Voos baratos de madrugadaHome / Passagens Aéreas Promocionais / Viajar de Madrugada é Alternativa para Vôos BaratosQuer ... Saber mais...

    Qual é a diferença entre a classe turística e classe executiva?

    Hoje em dia podemos encontrar bilhetes acessíveis  praticamente em qualquer companhia aérea do mundo. Por exemplo: para ... Saber mais...

    As melhores ofertas de voos baratos de todas as companhias aéreas e também low cost estão aqui

    Actualmente para qualquer potencial viajante, passou a existir uma possibilidade de adquirir passagens aéreas para qualquer voo ... Saber mais...

    Testimonials

    Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

    equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

    Os nossos parceiros