Viagem a londres

Viagem a londres

Mini-guia de viagem: Londres

No post anterior, você viu que Londres está bem cotada entre estilistas de várias partes do mundo como influência nas coleções.

Nosso mini-guia de viagens de hoje, portanto, vem recheado de dicas sobre a cidade. Jacqueline Nóbrega, estudante de Jornalismo, aceitou o desafio de ser nossa guia e preparou um roteiro super completo pra quem ainda não conhece a cidade.

( Crédito da imagem: site Zazzle )

Onde ir

Os passeios clássicos são imperdíveis: Big Ben, o Parlamento, Palácio de Buckingham, a catedral de Westminster, Tower Bridge, as praças Trafalgar e Picadilly, a London Eye, uma das maiores roda-gigantes do mundo tem a vista panorâmica mais alta da cidade.

Visite também parques (Hyde park, Regents e Saint James) e museus - em quase todos os a entrada é gratuita (Victoria&Albert - que tem bastante coisa sobre moda, tecidos, acessórios, decoração; Tate Modern – fica em uma antiga estação de força na beira do rio).

Comida

A comida típica inglesa é o Fish and Chips (um peixe empanado frito com batata frita não muito saudável). Experimente em um PUB, característica de Londres - visite o The Grapes, bem antigo (1730). Como Londres é uma cidade cosmopolita, é possível experimentar qualquer tipo de cozinha.

Compras

A rua mais famosa de compra em Londres é a Oxford street. Entre as estações de metrô Marble Arch e Tottenham Court, são várias H&Ms, Gaps, Zara, Mango etc. Uma das mais importantes da rua é a TopShop. Tem roupas super fashion para todos os gostos e de todos os preços. Uma ruazinha que sai da Oxford St. é a Bond Street, que tem as lojas dos designers famosos como Dolce&Gabanna, Louis Vuitton, Hermés, entre outros.

Dicas gerais

Para se locomover, o melhor meio é via metrô e ônibus. O metrô de Londres é o mais antigo do mundo, e nas paradas de ônibus tem mapas que mostram para onde cada ônibus vai.

Também vale comprar a revista "Time Out” – uma espécie de guia cultural que apresenta tudo que acontecerá na cidade naquela semana – ela vai de quarta a terça.

Obs: À princípio, não se assuste se não entender muito do que os ingleses dizem mesmo sendo PhD em inglês, no começo é difícil mesmo.

Source: http://donnaclassic.blogspot.com/2010/05/mini-guia-de-viagem-londres.html


*****

Viagem a londres

A primeira viagem para Londres sempre começa acompanhada pela incerteza: “Devo me preocupar com a imigração”? O planejamento, empreendido através de diversas leituras, pode assustar ainda mais o viajante que procura informações sobre vistos e o processo de entrada no Reino Unido. Há relatos terríveis de brasileiros que são barrados, mandados para uma salinha, interrogados por horas e, mais tarde, enviados de volta para seu país de origem.

Planejamento

O primeiro passo é planejar toda a sua viagem. Onde você vai ficar? Quantos dias? Visitará outras cidades e países antes de voltar ao Brasil? Procure arregimentar um roteiro básico, a partir do qual você poderá passar para os próximos passos.

Pasta

Encontre ou compre uma pasta. Pode ser de plástico, de couro, tanto faz. Você vai precisar dessa pasta para reunir todos os documentos necessários e apresentá-los, caso solicitado, para o(a) oficial da imigração. E vai levá-la com você, dentro de sua bagagem de mão.

Documentos

Dentro dessa pasta, você deve ter, em ordem de prioridade:

- Passagem de volta para o Brasil (ou para o destino após Londres)

- Comprovante da hospedagem para todos os dias da sua estada em Londres (Se ficar na casa de alguém, solicite uma carta em inglês estabelecendo os dias da sua viagem, onde se encontra a residência do seu conhecido, as informações básicas sobre o seu conhecido, o telefone celular e o e-mail desse conhecido. Obviamente, esse amigo ou familiar deve estar em situação absolutamente legal no Reino Unido. Essa carta deve ser assinada pelo seu anfitrião e, de preferência, enviada pelo correio para o Brasil. Em último caso, pouco recomendado, ele pode escanear a carta e enviar para você por e-mail, que então a imprimirá.)

- Todas as passagens de trem, avião e ônibus de possíveis viagens que você fará após a chegada a Londres, na Europa.

- Todos os comprovantes de hospedagem dessas possíveis viagens.

- Um documento que mostre que você mantém vínculo empregatício no Brasil. Pode ser uma carta do chefe estabelecendo os dias da viagem, dizendo que é uma viagem de turismo e afirmando que você retomará sua função no trabalho assim que voltar, especificando o dia. Essa carta deve ser assinada, de preferência com carimbo da empresa. Se você for um empresário ou profissional liberal, encontre documentos que comprovem esse fato. Pode ser cópia do contrato social da empresa, carta de clientes no mesmo formato que a anterior, etc.

- Extrato de sua conta bancária que tiver a maior movimentação e saldo. (Se for um péssimo saldo, não leve)

- Se tiver um bom limite nos cartões de crédito, pode levar uma fatura ou algum comprovante que mostre os valores

Dinheiro

Leve uma boa quantidade de libras e dois cartões de crédito, em um lugar do qual você possa tirá-los para mostrar, caso necessário. E se disser para um oficial que possui determinada quantidade de libras na carteira, é bem importante que você as tenha de fato.

Mesmo com cartões de crédito, os oficiais ficam muito mais tranquilos quando escutam quanto dinheiro você está levando. E dinheiro, nesse caso, são libras, e não euros – e muito menos reais.

Muitos guias turísticos e sites determinam um valor diário que você deve carregar em espécie a fim de não provocar suspeita ou desconfiança das autoridades da imigração. A maioria desses valores não têm o mínimo sentido, e seriam impraticáveis na maioria das vezes. Vamos dar alguns exemplos reais, vivenciados por colaboradores, editores e leitores do Mapa do Mundo, que passaram pela imigração sem problema:

- Permanência de 6 meses em Londres: 3 mil libras em espécie + 3 cartões de crédito internacionais

– Permanência de 30 dias em Londres: 1,5 mil libras em espécie + 1 mil libras no Travel Cheque + 2 cartões de crédito internacionais

– Permanência de 20 dias em Londres: 1,5 mil libras em espécie + 2 cartões de crédito internacionais

– Permanência de 5 dias em Londres: 1 mil libras em espécie + 2 cartões de crédito internacionais

Vistos

Se tiver vistos em passaportes antigos, mantenha-os todos juntos em uma capinha. Assim, os oficiais de imigração saberão que você já passou por muitos países e sempre voltou para o Brasil (essa é a grande preocupação).

A imigração

Na hora da imigração, mantenha a calma. Quando chegar a sua vez, cumprimente o oficial da imigração, entregue-lhe o passaporte e espere. Ele vai digitar algumas coisas, olhar para a sua cara. E então disparar: O que você veio fazer em Londres? Responda tranquilamente, e apenas o que for perguntado. Não adianta dar discursos ou elaborar respostas enormes. Quanto tempo você ficará na cidade? É importante que você saiba o dia exato da sua volta (I’m leaving on the …). Isso transmite uma confiança maior e não infunde nenhum tipo de dúvida. A partir dessa pergunta, tudo varia conforme uma infinidade de fatores aos quais ninguém fora da imigração tem acesso. Lembre-se de que tudo pode ser perguntado duas vezes, e normalmente isso é feito para confundir o entrevistado. E eles podem pedir para ver todos aqueles documentos na sua pasta. Então preste atenção a algumas das perguntas que eles podem fazer e não fique nervoso: você veio só fazer turismo, e a Inglaterra precisa de você.

- Onde você vai ficar? (Diga o nome do lugar e mostre a carta ou comprovante)

– Quem é essa pessoa que vai te hospedar? Como você conheceu ela? Ela está legal no país? Nós poderíamos ligar para ela, caso necessário? (Responda normalmente)

– Quanto dinheiro você tem? (Responda e pergunte se ele/ela gostaria de ver)

– Você tem cartão de crédito? Posso ver? (Responda e mostre – e tenha)

– O que você faz no Brasil? (Responda e mostre a carta do empregador ou o comprovante de vínculo de trabalho)

Há muito mais possibilidades. Algumas pessoas entram direto, outras são questionadas por meia hora. No fim, é um preço pequeno que você paga para entrar em Londres, a melhor cidade do mundo.

Source: http://brasilnamao.co.uk/dicas-para-a-imigracao-de-londres/


*****

Viagem a londres

A capital do Reino Unido é uma das maiores cidades da Europa e a mais visitada do Mundo, um dos pontos de referência histórica e cultural. Londres é uma cidade mágica, onde tudo existe, tudo acontece, tudo é possível, é única.

Os ingleses são um povo simpático e tolerante: fazem a sua vida e não se metem na do próximo. Londres deve ser a única cidade do Mundo em que se decidir sair para a rua de pijama, pantufas e touca de dormir à antiga, ninguém olha,

ninguém repara.

A cidade é também um paraíso de cultura, com mais de 200 museus e quatro áreas classificadas como Património Mundial, uma cidade impressionante, na qual passar umas férias é sinónimo de diversão, passeios incríveis e, sobretudo, de numerosas coisas para ver,

visitar e fazer.

Com mais de sete milhões e meio de habitantes e uma área de cerca de 1700 km2, esta grande metrópole distingue-se ainda pela sua extraordinária diversidade étnica: nela são falados mais de duzentos idiomas e mais de 30 por cento da população é composta por imigrantes de primeira, segunda e terceira gerações.

Londres é uma cidade verdadeiramente plena de animação! Há pessoas por todo o lado. Toda esta atividade torna Londres numa cidade inigualável.

Se coloca a cultura à frente da diversão, o panorama teatral londrino não tem rival em toda a Europa. Os bilhetes podem ser caros, mas pode conseguir descontos no próprio dia de atuação na bilheteira TKTS, em Leicester Square. Em todo o caso, compensa perder um pouco de seu tempo a comparar preços.

Londres foi construída em redor do rio Tamisa. As suas margens contam inúmeros marcos

culturais, históricos, artísticos e políticos de visita obrigatória.

O conhecido “relógio” do Parlamento Britânico é famoso pela sua torre e pelo seu sino, que pesa umas impressionantes 13 toneladas.

É conhecido pelas suas diversões noturnas.

Tate Modern

Um museu britânico de arte moderna e contemporânea. As visitas, as exposições (na sua maior parte) e algumas mostras temporárias são gratuitas.

Tower Bridge

A mais famosa torre da ponte sobre o Tamisa e uma das mais conhecidas do Mundo. Nesta fortaleza real original, encontram-se as famosas joias da coroa inglesa. Este local está classificado como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO, por isso, não pode deixar de o visitar. O edifício é ainda considerado por muitos como o mais assombrado do Mundo. Talvez encontre algum fantasma por lá!

Number 10 Downing Street

A conhecida residência e escritório do primeiro-ministro inglês, que, mesmo não podendo ser visitada no seu interior, é um mítico marco da cidade. Aí, aproveite também para ver a Horse Guard Parade, a parada de guardas a cavalo.

Também conhecida como Millennium Wheel (Roda do Milénio), é uma roda gigante de onde é possível ter uma vista panorâmica fantástica sobre a cidade de Londres.

Covent Garden

Uma área caracterizada por estabelecimentos comerciais (mercado), oferecendo ao turista, numa só zona, compras e entretenimento, para além de numerosos espetáculos de rua.

British Museum

Alberga mais de sete milhões de objetos de todo o Mundo, mostrando e fundamentando a história da cultura humana desde os seus primórdios até aos dias de hoje. Este museu tem entrada gratuita, salvo o caso de algumas exposições temporárias especiais.

Notting Hill

Principalmente, em Portobello Road, Notting Hill é local ideal para se ir tomar um café a uma das muitas esplanadas que existem nesta rua ou, então, para sair à noite num dos muitos pubs e bares que por ali se encontram. Tome atenção às cores das casas dessa área, que são pintadas em tons pastéis de todos os tipos de cores.

É uma das zonas mais movimentadas da capital britânica, de onde são famosos os outdoors em néon que todos conhecemos de fotografias ou da televisão, localizados num prédio de esquina de Picadilly. A área está rodeada por várias atrações turísticas, incluindo a estátua de Eros, os bares e restaurantes, teatros, para além de inúmeras lojas de interessante visita.

Camden Town

É a zona mais “louca” de Londres. Aqui, é onde se vê desde rastafarians aos punks, passando pelos góticos, hippies, indies ou todo e qualquer outro estilo que seja considerado original ou “diferente”. Esta é uma zona ideal para se fazer compras de ténis ou de roupa e tem imensos bares, restaurantes e cafés.

Source: http://www.aproximaviagem.pt/n9/10_londres.html

27.11.2020

New

31 2015 mar

Linhas aereas baratas

Linhas aereas baratas Passagens Aéreas Baratas Se você quer viajar com conforto e pretende não gastar muito na compra de passagens aéreas, a...

02 2015 abr

Viagem para milao

Viagem para milao li" data-cycle-pause-on-hover="true" data-cycle-prev=".backward" data-cycle-next=".forward"> Passear pelo centro de Colônia é bem agradável, muitas das atrações mais interessantes da cidade estão situadas...

21 2014 feb

Low cost flights

Low cost flights WIN a luxury New York City Escape for two Save money on travel Find out when to book...

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas ... Saber mais...

Qual é a diferença entre a classe turística e classe executiva?

Hoje em dia podemos encontrar bilhetes acessíveis  praticamente em qualquer companhia aérea do mundo. Por exemplo: para ... Saber mais...

As melhores ofertas de voos baratos de todas as companhias aéreas e também low cost estão aqui

Actualmente para qualquer potencial viajante, passou a existir uma possibilidade de adquirir passagens aéreas para qualquer voo ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros