Companhias aereas nacionais

Companhias aereas nacionais

receba ofertas exclusivas!

publicidade

O Brasil possui grande tradição e conhecimento em relação ao transporte aéreo. Temos em território nacional companhias de pequeno, médio e grande porte que fazem parte das maiores alianças aéreas do mundo e que transportam passageiros de todo o planeta com toda a eficácia.

O ViajaNet tem orgulho em oferecer a todos os viajantes do Brasil e do mundo, a possibilidade de comprar passagens aéreas com os melhores preços do mercado. Seja qual for seu destino, aqui você encontra as melhores ofertas e condições para fazer sua viajem de forma tranquila, aproveitando todos os momentos ao lado de quem você gosta.

Saiba quais são as linhas aéreas nacionais e que tipo de trajeto elas oferecem.

TAM: uma das maiores e mais importantes de todo o mundo. Oferece aos seus passageiros trajetos domésticos e internacionais.

GOL. companhia de grande porte que oferece trajetos dentro e fora do nosso país.

Avianca. em grande expansão e acelerado crescimento, a companhia brasileira opera voos nacionais para diversos destinos.

Azul/Trip. ambas fazem parte da mesma companhia desde a fusão da Trip com a Azul em 2012. Justas, atendem mais de cem destinos em todo o país.

Passaredo Linhas Aereas. empresa oriunda do interior paulista, a Passaredo faz trajetos domésticos.

Webjet. uma das principais companhias low cost low fare nacionais, a companhia foi comprada em em 2012 pela Gol Linhas Aéreas, que é hoje a responsável por todas as operações da Webjet.

Sete. fundada pelo comandante Rolim Amaro, o mesmo que fundou a TAM Linhas Aéreas, a Sete atende 15 destinos nacionais.

Source: http://www.viajanet.com.br/linhas-aereas/nacionais


*****

Companhias aereas nacionais

No último fim de semana tive que fazer um “bate-volta” até Buenos Aires, partindo na sexta à tarde via Qatar 921 e retornando Domingo via TAM 721, e aproveitei para fazer uma comparação entre os serviços das duas empresas, sabendo de antemão que não há comparação – a Qatar tem sido eleita a empresa aérea do ano nos últimos 2 anos – mas apenas para tentar entender o que leva um passageiro a fazer suas escolhas (se tiver escolha, afinal funcionários em viagens a serviço não podem escolher).

Este não é um artigo como os escritos em outros sites de viagem, que comparam quesitos e dão uma nota ao final, é apenas uma descrição de como me senti voando nas duas empresas e a surpresa ao comparar o preço de ambas.

O voo da Qatar chegou atrasado em GRU aproximadamente uma hora, o que obviamente fez com que a saída para Buenos Aires fosse também com atraso, mas fora isso tudo certo com o embarque. Os assentos da Qatar na classe econômica são confortáveis e com bom espaço para pernas, e há uma tela touchscreen de aproximadamente 10 polegadas para o entretenimento durante o voo à frente de cada assento.

Tela do Airshow da Qatar chegando a EZE

Pode-se escolher vídeos, áudio, jogos, leituras, enfim, tudo que quase todas as outras boas empresas oferecem hoje em dia, um mínimo de conforto ao passageiro. Na metade do caminho começou o serviço de bordo, com um pequeno Menu até para a classe econômica, com escolha de peixe ou frango e, surpresa, até bebidas alcóolicas grátis (vinho, whiskey).

Guisado de frango, brócolis, salada, pãozinho, água, manteiga e um delicioso bolo de chocolate com banana servido na econômica da Qatar

O comandante fazia o speech em inglês e os comissários traduziam para o árabe e espanhol. Alguns comissários falavam apenas inglês, o que complicou para alguns brasileiros e argentinos a bordo que não falavam outro idioma.

O voo foi sossegado até iniciar a descida para Ezeiza, onde o tempo estava “encaroçado” e o Being 777-200LR chacoalhou como um Lada nas ruas esburacadas da Lapa em São Paulo…bem, talvez um pouco menos, já que as ruas da Lapa nem deveriam ter o nome de rua.

A luz do sol iluminando os geradores de Vortex sobre a asa do Boeing 777LR

Nós costumamos reclamar do “caos aéreo” aqui no Brasil, infelizmente nossos amigos argentinos estão em pior situação. Sem nenhum speech do comandante, percebi que estávamos fazendo um holding na chegada a EZE, já que eu via o sol se pondo à esquerda e à direita por diversas vezes, ao mesmo tempo em que avistava a bombordo um outro tráfego também em Holding, e isto durou 25 minutos.

Ponto fraco na Qatar

Após o pouso, não havia portão disponível em Ezeiza para o desembarque, então a aeronave parou na taxiway para aguardar e por incrível que pareça, o comandante não fez um speech para os passageiros informando isso e o resultado foi que alguns passageiros começaram a se levantar (mesmo com o aviso de cinto de segurança ainda iluminado) e o pior, abrir os overhead bins (bagageiros) e começaram a retirar as malas. Como os comissários não falavam nada no P.A. mais e mais passageiros começaram a se levantar e se amontoar pelo corredor e eu já me sentindo desconfortável com a situação, pois se a aeronave começasse a se mover alguém poderia se machucar, ou malas caírem na cabeça de outros passageiros. Com a confusão formada, finalmente apareceram os comissários fechando os bins e solicitando que todos que estavam em pé se sentassem e só depois disso é que falaram no P.A. que a aeronave não estava no gate e que todos deveriam permanecer sentados.

Confesso que achei bem estranho a falta de comunicação tanto dos pilotos quanto dos comissários. Não sei se estou acostumado com a comunicação constante das empresas americanas, mas considerei falta de padrão.

Ficamos parados por 35 minutos aguardando um gate, junte a isso os 25 minutos de holding e o voo “encompridou” em uma hora…bem, uma hora até chegar na imigração. Juro que não reclamo mais da imigração em Guarulhos, pois o volume de passageiros em GRU é incomparavelmente maior que em Ezeiza, e no entanto fiquei uma hora na fila para entrar no país! Não precisa mais preencher formulário de entrada, mas agora todos os passageiros são fotografados e têm suas impressões digitais colhidas.

Após a imigração tem a fila da alfândega, onde TODAS as malas de TODOS os passageiros são passadas nas TRÊS máquinas de Raio-X disponíveis, filas enormes se formam e quando algo causa suspeita no fiscal, a fila pára e dane-se quem estiver aguardando a vez. 21 minutos gastos para passar a mochila pela alfândega.

Depois disso tudo eu só queria pegar um taxi e chegar logo no hotel, fui direto para o balcão do taxi oficial e a atendente fala o preço (220 pesos ou 90 reais até o centro), e informa que a espera é de 30 a 35 minutos. Beleza, junte o holding, a espera, a imigração, a alfândega e o taxi e dá o tempo de voltar para São Paulo voando! E detalhe que não tinha wi-fi funcionando também. Não reclamo mais de GRU (shhhh).

A volta pela TAM

Em uma palavra: os assentos do Airbus A320 da TAM na classe econômica são inumanos. Sinceramente, eu não sei que outro adjetivo usar, é ultrajante. Eu não tirei foto do espaço do assento da econômica da Qatar porque não me incomodou, mas olhem isso:

Não há espaço para se sentar se você tiver mais que 1,70m.

Eu tenho 1,82m de altura e quase não consegui tirar a foto (as pernas estão inclinadas para baixo), e o assento da frente nem tinha reclinado os 2 graus a que tem direito. Meus joelhos vieram roçando o assento à frente por 2:20 horas. Inumano. Se existir um adjetivo melhor em que não se use palavrão, me falem. Entretenimento zero, nem fone de ouvido no assento tinha. Bem que a Volkswagen podia exigir um espaço maior para que seu anúncio pudesse ser lido.

Um sanduíche frio de presunto (horrível) e queijo e uma caixinha com frutas. Só.

Dada a tamanha disparidade entre a ida e a volta, fui ver os preços das passagens de ambas empresas para saber o quanto mais caro a Qatar cobra em relação à TAM para oferecer um serviço tão melhor.

Pesquisei uma passagem de GRU para EZE, indo no dia 27 e voltando no dia 29 de Dezembro.

O resultado na Qatar com todas as taxas incluídas: R$ 1.501,04

O resultado na TAM com todas as taxas incluídas: R$ 3.641,30

OPA! Peraí! Eu devo ter feito algo errado e o site calculou só um trecho na Qatar… verifiquei e não fiz nada errado, este preço é de ida e volta mesmo.

Me expliquem isso: a TAM cobra mais que o dobro para fazer o voo sem escalas do que a Qatar (lembrem-se, a Qatar foi re-eleita a melhor empresa do ano pela segunda vez em 2012), oferecendo um assento desumano aos seus clientes e um serviço de bordo que beira a miséria? Como é que pode isso? Me expliquem? E o que faz um passageiro escolher viajar pela TAM? [vejam na figura que as tarifas access e flex estão esgotadas (?)].

Sabe, apesar de parecer que estou apenas criticando a TAM, na verdade eu estou é triste por saber que nenhuma empresa aérea nacional possui a capacidade mínima de concorrer com qualquer empresa aérea estrangeira. Isto é triste porque cada vez mais o dinheiro que deveria estar sendo investido aqui está indo para fora. Isto é triste porque nenhum empresário no Brasil toma a iniciativa de desenvolver uma empresa área independente das “ajudas” governamentais para se manter. Na Argentina não foi diferente, ao decolar de Ezeiza é possível ver diversos Jumbos 747 da Aerolíneas sucateados por má gestão e influência governamental.

Nenhum empreendedor brasileiro criou um plano de negócios para competir quando os céus foram abertos à participação estrangeira.

O cenário que temos hoje é de cada vez mais empresas aéreas de ponta aparecendo por aqui com serviço de qualidade e conforto, e cada vez mais sardinhas enlatadas voando em aeronaves modernas, i.e. 777-300 da TAM. Está errado isso! Não se pode colocar 300 pessoas enlatadas na econômica para cobrir a falta de eficiência. Não podemos por a culpa somente na desregulamentação do espaço aéreo e no governo. a culpa está na visão equivocada dos empresários do setor. Tem que aparecer alguém falando: “pessoal, nós vamos cobrar sim um pouco a mais na passagem, mas olha só o espaço de pernas que você vai ter, olha a comidinha típica, olha o sistema de entretenimento”. Agora cobrar o dobro para oferecer menos que o aceitável? Tá errado! Na aviação não há lugar para o “jeitinho”.

Parece a filosofia do black friday de empresário brasileiro: “Tudo pela metade do dobro”.

Alguém precisa acordar antes que a aviação comercial no Brasil acabe.

Source: http://www.avioesemusicas.com/o-que-ha-de-errado-com-as-empresas-aereas-nacionais.html


*****

Companhias aereas nacionais

Novas rotas, apostas em percursos existentes e aumento do número de passageiros transportados. São estes os três critérios previstos para apoiar as companhias aéreas a voar para Portugal, num ano em que se prevêem quase 38 milhões de turistas por esta via.

A ANA Aeroportos – integrada no grupo Vinci Airports desde Setembro de 2013 – vai alargar o seu leque de incentivos às companhias aéreas a voar para Portugal. O plano a esse nível foi apresentado esta terça-feira, 3 de Março.

Os apoios deixam de ser um exclusivo das novas rotas e passam a integrar os percursos já existentes, em termos de diversificação da oferta e do aumento da eficiência operacional, sendo aplicados a todas as companhias aéreas.

Assim, as companhias aéreas que aumentem o número de passageiros transportados nas rotas existentes, apostem na diversificação dos horários, entrem em percursos já existentes ou criem novas rotas, poderão beneficiar destes incentivos a partir do final de Março.

Os apoios são aplicáveis em nove dos 10 aeroportos geridos pela ANA, sendo Lisboa a única fora desta lista. Para o secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, este sistema de incentivos é "coerente" com o modelo definido aquando da privatização da empresa ao permitir um investimento "nas zonas que mais precisam".

Para as empresas que aumentem o seu número de passageiros, estão previstos incentivos entre um e três euros por passageiros. O valor fixa-se entre os 2 e os 9,5 euros quando respeita ao investimento em percursos já existentes. A criação de novas rotas recebe os apoios mais elevados: 4,5 a 16 euros por passageiro.

No caso de novas rotas, o incentivo às transportadoras poderá mesmo ultrapassar a fasquia do milhão de euros. Uma rota Funchal-Estocolmo ou Porto-Varsóvia são apontadas como exemplos.

Por sua vez, os apoios às rotas já existentes ficarão sujeitos ao crescimento efectivo das companhias e dos percursos operados, tendo ainda em conta aspectos como a capacidade dos aeroportos e o contributo para a redução da sazonalidade da procura.

A ANA reservará entre 4 a 5% do valor das suas receitas para suportar este Plano de Incentivos.

Recentemente, a ANA e o Turismo de Portugal assinaram ainda um acordo avaliado em 10 milhões para a promoção turística do país.

37,8 milhões de passageiros previstos para 2015

Source: http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/ana_alarga_incentivos_a_companhias_aereas_a_voar_para_aeroportos_nacionais.html


*****

Companhias aereas nacionais

Oportunidades de estágio promovidas por empresas, em diversas áreas.

O estágio é uma óptima forma de ter os primeiros contactos com o mercado de trabalho e uma experiência importante, que pode determinar a carreira ou a actividade que se quer desenvolver. Por isso, aposte no envio de candidaturas espontâneas.

Encontra, de seguida, várias empresas que apostam o reforço e enriquecimento dos seus Recursos Humanos, seja pela contratação, seja pelo acolhimento de estagiários.

Concede a oportunidade a alunos finalistas da área de engenharia informática de ganharem experiência na aplicação dos seus conhecimentos em projectos reais e em ambiente empresarial.

Variedade, aprendizagem, trabalho em equipa e evolução. São estes os valores da Accenture. Valorizam-se as diferentes competências e backgrounds do candidatos.

Consulte aqui as oportunidades de carreira que a Apple lhe reserva.

  • AutoEuropa
Empresa do ramo automóvel divulga no seu portal as ofertas de Emprego e as oportunidades de Estágio.

Consulte aqui as oportunidades de carreira.

Empresa produtora de embalagens de vidro para a indústria alimentar, cosmética e farmacêutica. Faça a sua candidatura em "Grupo BA" - "Candidatura".

Esta empresa farmacêutica divulga no seu portal oportunidades de Emprego e dá-lhe a possibilidade de remeter a sua candidatura espontânea.

Source: http://cdp.portodigital.pt/estagios/empresas-nacionais-e-multinacionais-com-programas-de-estagios

25.09.2020

New

31 2015 mar

Sobre viagens

Sobre viagens 1 de dezembro de 2014 Com a chegada do Ano Novo, é importante observar que alguns de nossos produtos passarão por mudanças. Também apresentaremos...

02 2015 abr

Passagem aerea menor preço garantido

Passagem aerea menor preço garantido Originally Posted by miqihymu11 Lembre-se que o check-in de piece endow you with a Alliance Guard. And no hoofmarks cared or up...

21 2014 feb

Lisboa londres low cost

Lisboa londres low cost A companhia aérea britânica Monarch Scheduled, de baixas tarifas («low cost»), vai iniciar uma ligação diária entre Londres e...

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 ... Saber mais...

Booking voos

Booking voosA companhia aérea low cost Ryanair e o portal de reservas de hotéis Booking.com acabam ... Saber mais...

Voos govolo

Voos govoloGovolo.ptApresentada em 18 de abril de 2012, por David Abreu Felino Carvalhão .Motivo da Reclamação: ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros