Companhias de low cost

Companhias de low cost

Quase três quartos dos passageiros que passam pelo aeroporto de Faro (72%) viajam em companhias ‘low cost’, empresas que não esperam ser afectadas pela crise económica, disseram à Lusa fontes das empresas.

Ryanair, Easyjet e Jet2 mantêm a expectativa de que os números de voos e passageiros este verão devem ficar em linha com os de 2011 e a britânica Jet2 prevê mesmo um aumento, devido à nova rota para Belfast, na Irlanda do Norte, inaugurada no passado sábado. Com dois milhões de passageiros num total de 2,77 milhões em 2011, as ‘low cost’ representam quase cerca de 72% dos passageiros com destino ou partida de Faro, de acordo com dados do Turismo de Portugal.

Embora reconhecendo que o verão que se aproxima deverá compensar uma época baixa com menos passageiros e taxas de ocupação mais reduzidas, as companhias de baixo custo preferem falar da totalidade do ano.

Líder destacada no número de rotas, voos e passageiros, a Ryanair espera transportar este ano 1,7 milhões de pessoas de/para Faro, acima dos 1,52 milhões transportados no ano passado nas suas 30 ligações, 29 delas internacionais e uma para o Porto.

Fonte da companhia assegura que a taxa média de ocupação dos seus voos ronda os 80%, mas diz acreditar que "em Julho e Agosto vai aumentar ainda mais".

A mesma fonte reconhece, todavia, que a sazonalidade da região tem um grande impacto no número de passageiros transportados de e para Faro, "apesar das tarifas baixas apresentadas durante todo o ano".

Já a Easyjet informa que este ano contou com uma taxa média de ocupação de 86,1%, nos 1.634 voos que fez até ao fim do dia de terça-feira nas 11 ligações com origem e destino em Faro, que movimentaram um total de 225.171 passageiros.

Com 1,1 milhões de passageiros transportados no ano passado, a Easyjet é a segunda ‘low cost’ com mais rotas e passageiros a operar em Faro e prevê este ano estar em linha com o ano anterior, de acordo com fonte da empresa.

A companhia prevê a abertura de uma nova ligação ainda este ano, Faro-Basileia, enquanto a Ryanair remete para mais tarde uma possível decisão nesse sentido, a tomar com base no horário de inverno.

Quinta companhia a operar em Faro, com base no número de passageiros transportados em 2011 (303 mil), a Jet2 afirma que só no próximo ano avaliará a possibilidade de novas rotas para a capital algarvia.

Com oito rotas semanais, todas de/para o Reino Unido. a Jet2 revela que conta com 80% de ocupação nos seus Boeing 737 e 757.

A companhia não revela dados sobre a sua operação mais recente, mas avança que tem um total de 356.738 lugares disponíveis para o verão de 2012.

Através da Jet2holidays, a empresa britânica oferece aos seus clientes a possibilidade de reserva de pacotes de viagem voo/transfers/hotéis e neste verão vai trabalhar com 95 unidades hoteleiras da região.

O usufruto dessa possibilidade é cada vez mais comum aos clientes das companhias ‘low cost’, de acordo com as fontes contactadas pela Lusa.

As cinco principais companhias ‘low cost’ a operar em Faro são a Ryanair (cerca de 1,52 milhões de passageiros em 2011), a Easyjet (1,1 milhões), a Monarch (537 mil), a Transavia (380 mil) e Jet2 (303 mil), segundo fonte aeroportuária.

No ano passado, além da actividade das ‘low cost’, os voos tradicionais tiveram cerca de 435 mil passageiros e os voos ‘charters’ 331 mil.

Source: http://www.jornaldenegocios.pt/empresas/detalhe/companhias_aeacutereas_low_cost_somam_72_dos_passageiros_de_faro_e_esperam_natildeo_ser_afectadas_pela_crise.html


*****

Companhias de low cost

Estudo premiado como “Best Paper Award ”, na área de “Logistics & Transportation Management ” no “Global Academy of Business and Economics Research International Conference ”, em outubro de 2011.

Estudos acerca do transporte aéreo buscam, em geral, relações entre dois segmentos de companhias aéreas, full service e low cost. Ambas realizam rotas nacionais e internacionais que ligam os principais centros econômicos e populacionais (cidades com mais de 1 milhão de habitantes), mas a característica principal da empresa aérea low cost consiste na estratégia de eliminar custos relacionados a serviços clássicos a fim de oferecer tarifas mais baixas. Costuma-se então analisar o impacto das empresas de baixo custo (low cost ) na estratégia de preços/serviços de companhias full service. No entanto, existe um significativo crescimento de outro segmento de companhias aéreas no Brasil, o de regionais, as quais fazem a ligação entre as cidades de pequeno e médio porte com aquelas servidas pelas companhias aéreas nacionais.

As companhias aéreas regionais começaram a operar no Brasil em 1975 com o intuito de expandir a cobertura de rotas aéreas no país, e seu desenvolvimento é notável, desde 2004 o crescimento da receita foi de 84,5%. Portanto, assim como as companhias aéreas low cost tiveram um impacto significativo na estratégia do segmento full service. existe um grande potencial para que o crescimento das companhias aéreas regionais também tenha uma forte influência sobre os dois outros segmentos.

Desta forma, se torna importante pesquisar os seguintes dois pontos: (1) verificar a comparação entre as eficiências operacional e financeira nos três segmentos das companhias aéreas no Brasil: low cost (LC), full service (FS) e regional (RG), e (2) investigar se o segmento RG tem influência significativa nos outros dois segmentos, no sentido da eficiência operacional e financeira.

A primeira parte desse estudo mediu a eficiência operacional e financeira de 26 empresas aéreas brasileiras, durante um período de cinco anos (2004-2008), divididas em três segmentos: full service (FS), low cost (LC) e regional (RG). Em termos de desempenho, o segmento FS está no topo do ranking da eficiência operacional, o que vai de acordo com outros estudos que relatam os esforços de reestruturação deste segmento, levando a reduzir custos e melhorar a produtividade.

Com relação à eficiência financeira, o segmento RG está no topo do ranking, entretanto também ocupa a mais baixa posição em desempenho operacional. Isso mostra que um desempenho financeiro superior não implica necessariamente em uma eficiência operacional satisfatória.

A segunda parte dos resultados refere-se ao impacto do segmento RG nos dois outros segmentos. Os resultados revelam uma significativa influência deste segmento na categoria FS. Os resultados mostram que a entrada da categoria RG alavanca tanto a eficiência financeira como a operacional das empresas aéreas full service. supostamente por meio de filiações e parcerias entre estas duas categorias. Outros resultados também mostram que, caso as companhias regionais não fossem consideradas na análise, os segmentos FS e LC apresentariam performances bastante semelhantes.

Source: http://www.insper.edu.br/conhecimento/operacoes-e-tecnologia/o-impacto-da-eficiencia-das-companhias-aereas-regionais-nos-demais-segmentos/


*****

Companhias de low cost

Quando a primeira transportadora aérea low cost aterrou nos aeroportos nacionais, em 1995, a maior rota movimentava apenas 11.500 passageiros por ano, entre Faro e Dublin.

Mas, à medida que o modelo de negócio se foi instalando no país e atraindo cada vez mais consumidores de viagens, estas empresas começaram a ganhar terreno às companhias tradicionais como a TAP e chegaram a 2011 com uma quota de mercado de 36%, que compara com os tímidos 4% de 2003.

Um estudo do Instituto Nacional da Aviação Civil (INAC), que regula o sector, mostra que, no início, as low cost demoraram a atingir a altitude a que chegaram nos últimos anos. Depois do começo tímido, em 1995, ano em que o modelo se estreou em Portugal, pela mão da Air Berlin e da Ryanair, o negócio do baixo custo foi evoluindo, mas com moderação. Em 1999, a rota com maior número de passageiros movimentava 25 mil clientes por ano, apenas mais dez mil do que quatro anos antes.

Leia mais na edição impressa do PÚBLICO esta terça-feira

Source: http://www.publico.pt/economia/noticia/companhias-low-cost-subiram-de-4-para-36-do-mercado-em-nove-anos-1579882


*****

Companhias de low cost

Seguro automóvel mais barato

Quando falamos sobre seguro automóvel mais barato referimo-nos aquele seguro automóvel obrigatório e inevitável que apresenta os preços mais baratos do mercado. Muitas companhias de seguro estão a apostar forte neste conceito para conquistar um maior número de clientes. Para conseguirem, as seguradoras têm que diminuir os prémios e o tipo de coberturas. Portanto, quando simular um seguro, esteja atento!

Dicas de seguros automóvel low cost

Antes de avançar para a contratualização de um seguro automóvel low cost deve avaliar no tipo de seguro para o seu veículo: seguro obrigatório contra terceiros, um seguro que garanta a proteção dos ocupantes, seguro com a cobertura de uma viatura de substituição ou seguro contra roubos e furtos.

Geralmente, os seguros automóvel baratos têm um atendimento personalizado através de email ou telefone e não marcam presença fisicamente. Se houver algum inconveniente, somente poderá contestar através destes meios de comunicação. A nível de esclarecimentos de dúvidas, o processo é o mesmo.

Agora deve simular o seguro automóvel em diferentes companhias de seguro consideradas baratas para procurar a solução que se enquadra melhor com os seus requisitos. É fundamental que insira todos os dados corretamente para obter uma simulação fiável, tendo em consideração as promoções em vigor e as condições das soluções apresentadas para o seu veículo. Por último, compare todos os pormenores, observe todas as vantagens e desvantagens na sua solução e escolha. Caso ainda tenho alguma dificuldade em decidir-se, então analise também opiniões de condutores que tenham esse seguro.

Vantagens dos seguros low cost

Outras ofertas das seguradoras low cost são seguros exclusivos para mulheres, seguros para condutores com mais de 60 anos, seguros para quem nunca teve um sinistro, seguros completos e seguros básicos. Tudo dependerá das suas escolhas!

Seguradoras low cost

Algumas das companhias de seguro conhecidas como baratas são a N Seguros, a Seguro Direto, a Logo, a Ok! Teleseguro, iPronto e os Seguros Continente. Vá já simular seguro!

Source: http://www.queseguro.pt/simuladores/seguros/seguro-automovel-mais-barato/

21.09.2020

New

31 2015 mar

Voos baratos budapeste

Voos baratos budapeste A bela Budapeste Qualquer que seja a sua motivação - quer seja pela arquitetura, pela história e cultura, a gastronomia, a animação noturna, ou...

02 2015 abr

Avianca linhas aereas site

Avianca linhas aereas site Autor: Camila CHECK-IN AVIANCA LINHAS AÉREAS – Avianca está presente no Brasil a alguns anos, antiga...

21 2014 feb

Passagem áerea

Passagem áerea Lisboa, 27 jun (Lusa) -- O Brasil registou mais de 500 mil turistas estrangeiros com passagem бrea para o paнs durante o...

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas ... Saber mais...

As melhores ofertas de voos baratos de todas as companhias aéreas e também low cost estão aqui

Actualmente para qualquer potencial viajante, passou a existir uma possibilidade de adquirir passagens aéreas para qualquer voo ... Saber mais...

Qual é a diferença entre a classe turística e classe executiva?

Hoje em dia podemos encontrar bilhetes acessíveis  praticamente em qualquer companhia aérea do mundo. Por exemplo: para ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros