Quais sao as empresas aereas no brasil

Quais sao as empresas aereas no brasil

Melhor resposta:   As principais Cias operando em nosso territorio.

Azul - Linhas Aéreas Brasileiras

Serviços: Linhas aéreas brasileiras - SP

BRA Transportes Aéreos S.A

Serviços: Cia Aérea - SP

Companhias aéreas que mais abragem o território nacional:

TAM Linhas Aéreas S/A

Operada pela marca TAM e participante da Star Alliance, a maior aliança de companhias aéreas do mundo, com alta abrangência mundial.

VRG Linhas Aéreas S/A

Operada pelas marcas Gol/Varig, alta abrangência nacional e acordos de code-share com Air France/KLM e American Airlines, possibilitando vôos para a Europa e América do Norte. Opera pela marca Varig vôos para Caracas e Bogotá e pela marca Gol vôos para Buenos Aires, Santiago do Chile, Montevidéo e Santa Cruz de La Sierra. Lista completa de destinos no site: www.voegol.com.br

Azul Linhas Aéreas Brasileiras S/A

Operada pela marca Azul, abrange as regiões Sul, Sudeste e Nordeste, possuindo alguns vôos para o Centro-Oeste e Norte. Preços acessíveis.

Webjet Linhas Aéreas S/A

Operada pela marca Webjet, essa empresa de low cost, low fare, faz vôos para as mais importantes cidades do Brasil e é a companhia aérea da Agência de Turismo CVC.

OceanAir

Operada pela marca OceanAir, faz vôos para as mais importantes cidades do Brasil, faz parte do grupo Avianca, possuindo assim vôos para o exterior.

TRIP Linhas Aéreas/Total Linhas Aéreas

Maior companhia aérea regional, muitos destinos nacionais. Code-share com TAM. Operada pela marca TRIP.

Passaredo Linhas Aéreas

Grande companhia aérea regional, muitos destinos nacionais. Code-share com TAM. Operada pela marca PASSAREDO.

Flex S.A.

A Flex é o que restou da Varig que foi vendida para a Gol, na qual possui acordo. Fazia vôos entre o Rio de Janeiro e cidades do Nordeste. Está com seu único avião parado por falta de pagamento.

Existem dezenas outras companhias aéreas de menor porte e menor importância.

Source: http://br.answers.yahoo.com/question/index%3Fqid%3D20091208180903AAjS8c5


*****

Quais sao as empresas aereas no brasil

O preço das passagens aéreas no Brasil é o tema da audiência pública que a Comissão de Turismo promove nesta tarde na Câmara dos Deputados.

“Recentemente o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) divulgou que, segundo levantamento do IBGE, o preço das passagens aéreas no Brasil aumentou 131,5% acima da inflação desde 2005”, afirma o deputado Renato Molling (PP-RS), que propôs o debate.

Segundo o presidente da Embratur, o aquecimento do mercado faz com que haja práticas comerciais abusivas. “A discussão do preço das passagens aéreas no Brasil passa, necessariamente, pela discussão da ampliação da oferta mediante a abertura do mercado para empresas estrangeiras fazerem voos domésticos no Brasil”, defende Molling.

Debatedores

Foram convidados para discutir o assunto:

- o superintendente de Regulação Econômica da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Ricardo Bisinotto Catanant;

- o presidente da Azul Linhas Aéreas Brasileiras, José Mário Caprioli;

- o presidente da Avianca, José Efromovich;

- o presidente da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), Eduardo Sanovicz;

- a coordenadora Institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Maria Inês Dolci; e

- um representante do Ministério do Turismo

A audiência será realizada no plenário 5, às 14h30.

Source: http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/CONSUMIDOR/466308-EMPRESAS-AEREAS-SAO-CHAMADAS-PARA-EXPLICAR-AUMENTO-DE-PASSAGENS-AEREAS-NO-BRASIL.html


*****

Quais sao as empresas aereas no brasil

A empresa sueca Saab, que venderá 36 caças supersônicos Gripen ao governo brasileiro, vai instalar uma fábrica em São Bernardo do Campo, no ABC. De acordo com a Aeronáutica, o preço total da aquisição dos aviões será de US$ 4,5 bilhões, a serem pagos até 2023.

Segundo o SPTV, a relação entre o município, a fabricante dos caças e o governo sueco não é nova. Foram pelo menos três anos de encontros e negociações. Já havia, inclusive, a promessa, por parte dos suecos, de instalação de uma fábrica na cidade, independentemente da decisão do governo brasileiro.

A fábrica deverá ter em torno de 5.800 empregados e será instalada em uma área entre a Via Anchieta, a Rodovia dos Imigrantes e o Rodoanel Mário Covas.

Para o prefeito Luiz Marinho (PT), alguns fatores, além do preço e das características do avião, foram decisivos na escolha da presidente Dilma Rousseff em preferir os caças suecos aos concorrentes norte-americano (o F-18 Super Hornet, da Boeing) e francês (o jato Rafale, da companhia Dassault).

Entre os pontos citados por Marinho estão a revelação da espionagem do governo dos Estados Unidos à presidente e à Petrobrás. “Isso tudo por exclusão acabou levando à decisão pelo Gripen.”

Segundo o ministro da Defesa, Celso Amorim, que fez o anúncio, a decisão “foi objeto de estudos e ponderações muito cuidadosas”. As negociações levaram 15 anos. “A escolha, que todos sabem, foi objeto de estudos e ponderação muito cuidadosa, levou em conta performance, transferência efetiva de tecnologia e custo, não só de aquisição, mas de manutenção. A escolha se baseou no melhor equilíbrio desses três fatores.”

Amorim acrescentou que a aquisição dos caças não terá “nenhuma implicação” no orçamento da União de 2013 nem no de 2014. Segundo ele, a etapa de discussão do contrato pode demorar entre 10 e 12 meses, e a transferência dos recursos para a empresa sueca só será feita após essa etapa.

“[A negociação do contrato] é algo demorado. Implica garantias contratuais de que aquilo que foi ofertado efetivamente ocorrerá”, justificou Amorim. Segundo a assessoria de imprensa da Aeronáutica, ainda será negociado no contrato quando será feito o primeiro pagamento.

O comandante da Aeronáutica, brigadeiro Juniti Saito, informou que os primeiros aviões chegarão 48 meses depois da assinatura do contrato, prevista para o final de 2014. Assim, o Brasil deverá começará a receber as aeronaves a partir de 2018. Segundo Saito, serão entregues 12 aviões por ano.

Saito disse que a transferência de tecnologia será completa e feita diretamente à Embraer, que participará da montagem das aeronaves. “Quando terminar o desenvolvimento, nós teremos propriedade intelectual desse avião, isto é, acesso a tudo”, disse Saito. Segundo ele, a brasileira Embraer e a Saab vão atuar em conjunto na transferência de tecnologia e na produção do caça. Segundo ele, outras empresas poderão, posteriormente, participar do projeto.

‘Vamos pechinchar’

O comandante da Aeronáutica informou que 80% da estrutura do avião será construída no Brasil. As asas, por exemplo, já estão sendo produzida por uma empresa de São José dos Campos e, segundo o comandante, já com padrão supersônico. Segundo ele, serão mais de 15 empresas envolvidas.

Saito esclareceu também que os US$ 4,5 bilhões equivalem a proposta feita pela empresa sueca, mas que, durante a negociação do contrato, o valor pode ser revisto. “Nós vamos pechinchar ao máximo”.

Ele contou que a presidente Dilma Rousseff o informou da escolha somente na terça-feira (17). “Presidenta, muito obrigado. Eu acho que a Força Aérea e o Brasil ganharam muito com isso”, ele relatou ter dito à Dilma quando recebeu a notícia. Ele contou que participa do processo de escolha dos caças desde 1995. “Estou muito feliz de ter perseguido esse objetivo”, disse. Segundo ele, todas as empresas foram avisadas ao mesmo tempo da escolha.

Aviões ‘à altura’

O ministro Celso Amorim disse que, com a decisão do governo, “em breve, teremos aviões à altura da necessidade de defesa do país”. O ministro ressaltou – dentro do acordo de transferência de tecnologia – a abertura do código-fonte de armas, que, segundo ele, permitirá adicionar ao avião armamentos brasileiros.

De acordo com o brigadeiro Marcelo Damasceno, chefe da comunicação social da Aeronáutica, os caças Gripen “vão atender às necessidades operacionais da FAB pelos próximos 30 anos”.

Segundo ele, as aeronaves ajudarão na defesa aérea do Brasil e serão capazes de promover ataques no solo e no mar. “Ele [o Gripen] permitirá à FAB enfrentar ameaças em qualquer ponto do território nacional com carga plena de armas. O conjunto de conhecimentos e capacitação tecnológicos contribuirá para que a indústria nacional se capacite para a produção de caças de última geração em médio e longo prazo”, disse Damasceno.

Source: http://www.aereo.jor.br/2013/12/19/empresa-sueca-de-cacas-vai-instalar-fabrica-em-sao-bernardo-no-abc/

28.10.2020

New

31 2015 mar

Agencia de viagens micaelense

Agencia de viagens micaelense Teatro Micaelense O primeiro “Teatro Micaelense”. esteve situado no local da antiga Ermida de Santa Clara, ampliada depois para Igreja de Santa...

02 2015 abr

Passagens aereas para ilheus

Passagens aereas para ilheus Com a maior costa litorânea de toda a Bahia, o cenário do romance “Gabriela” de Jorge Amado...

21 2014 feb

Mega promoção de passagens aereas

Mega promoção de passagens aereas Categorias Parece brincadeira, mas não é, pois a TAM pela primeira vez lança uma mega promoção com passagens aéreas  baratas para os Estados...

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas a bordo. Os integrantes da ... Saber mais...

Bilhete de avião tem iva

Bilhete de avião tem ivaTransfer e EstacionamentoCampanha de PublicidadeComo posso obter um recibo para o meu voo?O seu Itinerário de viagem ou ... Saber mais...

Agencia de viagens tagus

Agencia de viagens tagusCompre as viagens da sua empresa com condições preferenciais.A agência de viagens Tagus, em parceria com a Caixa Geral de ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros