Lugares para viajar

Lugares para viajar

Quem disse que você, brasileiro, precisa ir muito longe para ser feliz? Que nada! Além do Brasil, toda a América do Sul faz bonito no quesito “viagem dos sonhos ”. Entre praias, desertos, montanhas, esculturas geológicas, cidades históricas, ilhas e paisagens cercadas por uma natureza exuberante, esses 26 lugares mais “perto” de casa podem fazer você reconsiderar suas férias do outro lado do mundo.

Na lista estão cinco destinos brasileiros paradisíacos e bem distintos, daqueles que causam até inveja aos gringos: Floresta Amazônica, Cataratas do Iguaçu, Fernando de Noronha, Jericoacara e Ouro Preto . Já no restante da América Latina, a Bolívia e o Chile figuram sempre como grandes e atraentes viagens para aventureiros que curtem a vida de andarilhos, pois grande parte dos lugares são de difícil acesso de carro e possuem muitas trilhas.

Confira abaixo quais são e segure seu fôlego:

1. Lago Atitlán, Guatemala

Cercado por três vulcões, este é o lago mais profundo em toda a América Central. Atitlan significa “na água” em Nahuatl.

2. Bayahibe, República Dominicana

Uma das melhores atrações é mergulhar em torno de três naufrágios que estão debaixo d’água. O segundo, é claro, é curtir a praia.

3. Machu Picchu, Peru

Criada em 1.450, Machu Picchu é o símbolo da cidade do antigo império inca. Quando for, certifique-se de estar pronto pra tudo – a caminhada vai te deixar certamente cansado, mas vale a pena a cada passo.

4. Salar de Uyuni, na Bolívia

Esta é a maior planície salgada do mundo inteiro. É também onde o céu e a terra se misturam, o que te dá a oportunidade de tirar fotos sem fim.

5. Cataratas do Iguaçu, entre Brasil e Argentina

Do lado do Brasil, você pode fazer um passeio de helicóptero em torno das quedas. O lado argentino tem um trenzinho que leva os turistas às cataratas. Faça a sua escolha e boa viagem!

6. Ilha de Páscoa, Chile

As grandes estátuas que tornam a Ilha de Páscoa conhecida são chamadas de Moai. Um total de 887 delas foram encontradas na misteriosa ilha.

7. Ilha de Capurganá, Colômbia

Esta ilha permaneceu despercebida até a década de 1970 e lentamente tornou-se o destino de viagem preferido dos colombianos. Não há veículos a motor autorizados por lá.

8. Torres del Paine, Chile

Se você gosta de caminhar, estará em seu lugar favorito no mundo. Mas por se tratar de um parque nacional, os visitantes não estão autorizados a deixar a trilha.

9. Jericoacoara, Brasil

Muitas vezes chamado de paraíso na Terra, esta praia no nordeste do Brasil é cercada por dunas gigantescas. Para chegar lá é preciso subir em um buggy e dirigir por algumas horas. Chegando lá, é só descansar na rede.

10. Ushuaia, Argentina

Esta é a cidade mais austral do mundo. O mês mais quente é janeiro, durante o qual as temperaturas médias chegam a 10° C.

11. Fernando de Noronha, Brasil

Fernando de Noronha é um arquipélago de 21 ilhas e ilhotas. Devido à importância das espécies naturais que ali vivem, os turistas pagam uma pequena taxa de preservação ambiental que é cobrada no momento da chegada.

12. Cartagena, Colômbia

Cartagena é a cidade mais associada com os piratas do Caribe. A cidade antiga é um ótimo lugar para se perder e desfrutar um pouco da cultura local.

13. Ilha de Galápagos, no Equador

O oceano ao redor do arquipélago é uma reserva marinha e santuário de baleias.

14. Floresta Amazônica, fronteira com o Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela, Equador e Bolívia

O “pulmão do mundo” tem mil e uma coisas incríveis para se fazer, que vai além de desbravar rios e florestas. Hotéis no meio da selva, cruzeiros pelos rios e visitas às tribos são apenas algumas das opções.

15. Punta del Este, Uruguai

Punta del Este certamente é o destino para quem quer curtir uma junção perfeita de praia, vida noturna, cultura e comida boa.

É uma miragem? Não, é o Deserto Ica que tem um incrível – e real – oásis no meio. E mais: a área é conhecida por produzir a famosa aguardente Pisco.

17. Holbox, México

A ilha é separada da terra principal por um lago raso, e serve como casa de flamingos e pelicanos. Se você for durante o mês certo pode até ver os tubarões-baleia.

18. Tayrona, na Colômbia

As temperaturas variam entre 81-95 ° F e é super úmido. Isso faz com que Tayrona seja ideal para uma ampla gama de espécies possam viver lá, como mais de 300 tipos diferentes de aves e 15 espécies de répteis.

19. Green Lagoon, na Bolívia

Sua cor varia do azul turquesa ao esmeralda escuro dependendo da perturbação causada por ventos aos sedimentos no lago. Os pigmentos são tão fortes que você pode ver a cor do céu.

20. Vale Cocora, Colômbia

Este vale é um santuário de vida selvagem e também atua como preservação para a palma de cera – o símbolo nacional da Colômbia.

21. Los Roques, Venezuela

Esta área é composta por cerca de 350 ilhas, ilhotas e ilhéus. Você pode desfrutar das praias de areia branca ou ir  de snorkeling a um recife de coral. É uma grande atração turística alternativa em comparação com as praias caribenhas.

22. Monteverde Cloud Forest, Costa Rica

Noventa por cento da área é constituída por floresta virgem, o que significa que há uma biodiversidade extremamente elevada, com mais de 2.500 espécies de plantas, 100 espécies de mamíferos, 400 espécies de aves, 120 espécies de répteis e anfíbios, e milhares de insetos. Quer mais?

23. Baños, Equador

Você pode desfrutar de fontes termais, tirolesa, o balanço mais assustador e mais legal do mundo – que fica em um penhasco enorme -, e um pouco da história desta cidade.

24. Glaciar Perito Moreno, Argentina

Se você for durante o verão, você pode ver a geleira quebrar em enormes pedaços ao assistir como ela derrete. Você também pode caminhar no gelo e beber um pouco de uísque com gelos naturais. Não se preocupe, a geleira é uma das três do mundo que está realmente crescendo.

25. Deserto de Atacama, Chile

É comumente conhecido como o lugar mais seco do mundo.  Seu solo foi comparado ao de Marte.

A charmosa cidade mineira colonial é um ótimo lugar para ver museus, igrejas e arquitetura barroca. Além disso, ferve durante o Carnaval.

Source: http://nomadesdigitais.com/26-lugares-de-tirar-o-folego-para-visitar-na-america-latina/


*****

Lugares para viajar

CURTA AWEBIC NO FACEBOOK

Esse é mais um post para quem ama viajar. Não só isso, é para aqueles que curtem admirar fotos espetaculares da natureza e de lugares únicos.

Eu particularmente prefiro viajar para lugares com natureza exuberante, onde podemos passar muito mais tempo em contato com o natural do que com o artificial. Se você também é assim, vai ficar morrendo de vontade de visitar cada um desses 28 destinos a seguir.

Aí estão 28 lugares fantásticos ao redor do mundo que nem mesmo os melhores agentes de viagem conhecem (ou se preferir, que pouca gente conhece).

Um lugar místico que ainda tem preservado vilas medievais. Fica no norte da Espanha.

Também conhecido como Stairway to Heaven (“escadaria para o paraíso”, em tradução livre), a trilha de degraus chega a uma altura de 850 metros acima do nível do mar. Imagine a vista!

No meio de muita areia existe um oásis lindo. Cerca de 100 pessoas vivem nesse lugar. Consegue imaginar um recanto melhor para ficar em paz e descansar?

Um dos castelos mais famosos da Espanha, o Alcázar de Segovia é uma fortificação de pedra conhecida por sua forma única — alguém mais lembrou de Hogwarts ?

Gosta de jardins? Então esse lugar é feito para você, porque tem grandes luxuriantes jardins… mas por lá também tem nevoeiros constantes que adensam a aura de mistério do palácio.

Aqui está um excelente destino para quem é fã da série Guerra dos Tronos. Foi nessa região que filmaram todas as cenas de paisagem de Porto Real.

Com certeza esse é meu destino favorito. No meio das montanhas suíças existe esse pequeno hotel para hospedar aqueles que procuram um bom refúgio para descansar.

Um dos castelos mais curiosos no mundo, o Castelo Bishop foi construído por apenas um homem: Jim Bishop.

Embora esteja localizado na Líbia, esse lugar é na verdade uma herança histórica do Império Romano. Esse é o destino se você tem o desejo de conhecer as obras dos homens de Roma sem visitar a cidade italiana (se é que isso faz algum sentido).

Um lugar incomum, para pessoas incomuns que gostam de chuva. É muito provável visitar esse lugar enquanto chove.

Construído a mais de 900 metros de altura, o mosteiro foi feito para proteger a caverna onde um líder budista meditou por um tempo. 3 anos, 3 meses, 3 semanas, 3 dias e 3 horas para ser exato. Como ele fez isso sem dormir eu não sei.

Uma cidade ancestral no coração de Myanmar. Quer um lugar incomum? Aí está!

Lar de um belíssimo recife de corais, esse local ainda conta com uma ilha pouco explorada pela civilização. Eu não sei como você poderia chegar lá, mas certamente seria uma grande aventura. Dizem que apenas 400 turistas por ano são permitidos de visitar a ilha.

Mais uma vila medieval, agora no interior da Áustria. Um de seus principais pontos turísticos é as minas pré-históricas que tem por lá.

Essa caverna é, além de bonita, enredo para mais uma das tantas histórias da mitologia grega. Segundo a mitologia, este lugar era onde as ninfas viviam e seduziam homens com suas belezas.

Uma vista fantástica para quem está embaixo. Uma vista fantástica para quem está em cima de seus mais de 2 mil metros de altura. Não tem como ser ruim visitar esse local nos alpes franceses.

Um lugar peculiar que essa imagem representa muito bem. Dizem que você sabe que está em Xexuão quando vê tons de azul colorindo cada canto da cidade.

Graças a novela Salve Jorge, o destino já não é mais tão desconhecido. Mas é claro que a visita ainda é válida. Quem nunca quis andar de balão? (Euzinho, pois morro de medo de altura)

A visita no Castello di Sammezzano se deve principalmente a Sala do Pavão (essa da imagem). Eu não vejo um nome melhor para definir isso, e você?

Se você estiver na Itália, com fome e com muito dinheiro, não deixe de visitar o Restaurante Grotta Palazzese. A cozinha e as mesas ficam dentro de uma caverna natural, à beira do mar Adriático, ao norte do Mediterrâneo. Certamente um dos restaurantes com as melhores vistas do mundo .

Esse é o lugar para mergulhadores aventureiros que procuram uma experiência única: mergulhar entre as placas tectônicas da Europa e da América do Norte.

Uma das grandes heranças saxônicas, contemple esse belo visual formado por combinações de verde e marrom. Se na foto já é bonito, imagine ao vivo.

Achou que o Brasil ia ficar de fora dessa lista? Aí está o principal ponto turístico de Santarém, pois abriga a mais bonita praia de água doce do mundo segundo o jornal inglês The Guardian, ficando conhecida popularmente como Caribe Brasileiro.

Cercado por um calmo rio, aí está um antigo moinho que foi revitalizado e reformado em um aconchegante hotel. Mais um destino bucólico para quem gosta do interior.

A ilha é povoada por milhares de pinguins, é foco de atividade sísmica e vulcânica e ainda tem uma forma circular. Quer lugar mais exótico do que esse? Eu não entendi muito bem o nome… ;-)

Mais um destino de ponta para os amigos que gostam de história. Essa vila medieval fica cercada por vastas fazendas terrenos irregulares. O resultado é essa vista incrível da foto.

Essa cidade é pequena no tamanho, mas de uma enorme carga cultural. Quer conhecer raízes da cultura alemã? Esse é o lugar.

Dizem que as águas do rio Buna são estonteantes. Quem tem a chance de explorar as cavernas e as quedas d’água da região voltam se perguntando “Eu estou no paraíso?” .

Agora eu quero saber. Qual seu destino favorito? Você já conheceu pessoalmente algum deles?

Compartilhe esses lugares fantásticos com seus amigos e familiares. É só clicar abaixo.

Source: http://awebic.com/natureza/28-lugares-fantasticos-ao-redor-mundo-que-nem-mesmo-os-melhores-agentes-de-viagem-conhecem/


*****

Lugares para viajar

Getty Images

Jericoacoara atrai quem quer paz, diversão e natureza

Ao ouvir o preço para subir de quadriciclo ao alto da Duna do Pôr do Sol. R$ 120 por pessoa, o viajante atento certamente ficará desconfiado. Certo, há o aluguel do veículo, mas a montanha de areia fica logo ali, ao lado do centrinho de Jericoacoara. visível de qualquer ponto da praia central. Por que tudo isso? Até o mais descolado dos viajantes já viveu a sensação de estar sendo, digamos, sobretaxado em destinos turísticos no mundo todo. E a cearense Jeri, claro, também tem suas pegadinhas. Nada que desencoraje a visita a uma das vilas litorâneas mais charmosas e gostosas do País. Mas estar bem informado vai ajudar você a evitar a armadilha das cobranças exageradas - e guardar seu dinheiro para usar naquilo que realmente vale a pena.

A gastronomia variadíssima e as tentadoras lojas de artesanato e design, por exemplo. Lembre-se de que preços de passeios estão sujeitos a barganha. No buggy para quatro pessoas, um casal pode ter pagado valor superior ao desembolsado pelo outro. Mais uma vez, é questão de ficar atento e, sempre que possível, pechinchar.

CHEGAR E VOLTAR

Getty Images

Para ir para Jeri, só de bugue ou jardineira

Jeri está a 300 quilômetros de Fortaleza. É preciso ir até Jijoca e, de lá, embarcar em jardineira ou bugue - veículos comuns não chegam ao vilarejo.

Por conta: a empresa Fretcar tem a concessão da rodovia que leva até Jijoca. A passagem custa R$ 57 e pode ser comprada pela internet. Estão incluídos o ônibus semileito, pontual e confortável (passa no aeroporto às 8h30 e às 16h30), com serviço de bordo (bolacha e suco), e a jardineira que leva a Jeri. Também dá para comprar o trecho de retorno na agência da Fretcar em Jeri.

Em agência: R$ 90 para ir de van (embora digam ao turista que o trajeto é feito de micro-ônibus) até Jijoca - com paradas para fotos no caminho. Além de outros R$ 120 para o percurso de buggy, na areia, entre Jijoca e Jericoacoara e vice-versa, na Trilha do Jericó .

PEDRA FURADA

Chaval Brasil / Flickr

Jericoacoara foi considerada pelo "Washington Post" uma das mais belas praias do mundo

Monumento natural símbolo de Jeri, está dois quilômetros ao sul do centrinho da vila. Na chegada, o Chicão estará por lá com um isopor cheio de coco, água e refrigerante, a R$ 2,50 cada.

Por conta: grátis. O caminho pela praia, à beira-mar, é bonito e mais fresco, mas só pode ser feito na maré baixa (as pousadas costumam ter a tábua de marés). Também é possível caminhar por cima do morro, com linda vista do horizonte. Não há como errar

Com guia: R$ 120 o casal. O guia mostra o caminho, tira fotos e leva água - para ser vendida aos turistas. - De quadriciclo: R$ 120 por pessoa, em média. Com o veículo, o caminho é feito por cima do morro e você, de toda forma, será obrigada a caminhar os últimos 900 metros, por conta da localização do estacionamento.

DUNA DO PÔR DO SOL

Getty Images

Turistas assistem pôr-do-sol do alto da duna

Diariamente, os turistas repetem o ritual de subir a duna localizada na ponta norte da praia do centro, a partir das 16 horas. Lá em cima, o clima é de balada, com direito a ambulantes vendendo bebidas.

Por conta: grátis. Do centrinho ao alto da duna - uma caminhada de cerca de 200 metros - você leva, no máximo, meia hora, com paradas para descansar durante a subida (que nem é tão puxada assim). O vento é forte: ir de óculos de sol protege os olhos da areia. Cuidado com o chapéu, que inevitavelmente vai voar.

De quadriciclo: R$ 120 por pessoa, até o alto da duna.

Getty Images

Lagoa Azul, Jericoacoara

As lagoas do Paraíso, Azul e da Torta. as mais famosas da região, têm restaurantes rústicos que servem peixe fresco e redes dentro d’água para receber os turistas. Não há outra forma de chegar até elas: você terá de contratar um buggy.

Por conta: vendido nas pousadas, o passeio com duração de quatro a cinco horas custa, em média, R$ 120 para o casal.

Source: http://turismo.ig.com.br/destinos-nacionais/o-melhor-de-jericoacoara-sem-cair-em-pegadinhas/n1597636286606.html


*****

Lugares para viajar

As dunas a perder de vista, de areia muito fofa e branca, dão a impressão de que um deserto se incrustou ali, no interior do Maranhão. Lagoas de águas azuis surgem como delírios, até que se molhem os pés nelas e perceba que, de fato, estão ali. Não é miragem. Bem-vindo aos Lençóis Maranhenses.

Divulgação/ Governo do Maranhão

De maio a setembro as lagoas ficam cheinhas, surgindo como miragens por entre as dunas

Desde quando existem não se sabe, mas as dunas tornaram-se nacionalmente conhecidas após 1981, com a criação do Parque Nacional dos Lençóis. Para os nativos, até então, elas eram somente as “morrarias”.

Com uma área de 155 mil hectares – sendo que cada hectare equivale a aproximadamente um campo de futebol - o parque abrange parte dos municípios de Santo Amaro, Primeira Cruz e Barreirinhas. O turismo ali, como explica o presidente da associação dos guias locais, Jony Gomes Silva, começou por volta do ano de 2000.

Apesar de receberem milhares de turistas anualmente, os Lençóis Maranhenses não se assemelham a outros destinos turísticos badalados do Nordeste. Não há quiosques, vendedores, barracas ou cadeiras de praia, sequer banheiros. A natureza é mãe e age como quer, sem empecilhos e sem críticas. O vento molda as dunas e a vegetação de restinga trata de contê-las para que não avancem demais sobre a área urbana.

Exatamente por não oferecerem estrutura ao turista, explorar os Lençóis não é tarefa para qualquer um. É preciso disposição, fôlego e, acima de tudo, vontade de se deixar surpreender.

Barreirinhas, que concentra a maior parte do Parque Nacional dos Lençóis, fica a 452 km da capital maranhense, São Luís. As mais de 4h de travessia entre os dois municípios são feitas principalmente pela rodovia estadual MA 402, que possui asfalto em ótimas condições. A estrada, porém, é cheia em curvas, o que pode fazer a viagem daqueles com estômagos mais sensíveis parecer mais longa.

Uma das opções de parada no caminho é a lanchonete Quebra Molas, onde o buffet de café da manhã (com pães, bolos simples e frutas) sai por R$ 8.

Já na cidade, é preciso percorrer outros 17 km para se chegar à entrada das dunas. O percurso, aparentemente curto, é feito em cerca de uma hora devido às condições da trilha de areia, onde só veículos 4x4 conseguem passar. Os carros chacoalham muito e exigem cuidado com as crianças, a cabeça e os pertences para que nada chegue quebrado ou machucado ao fim do passeio.

Após a viagem, para se chegar às dunas propriamente é preciso ainda escalar um íngreme paredão de 35 metros. Os pés afundam na areia fofa, e o corpo parece ter o dobro do peso. No chão há uma corda para ajudar na tarefa. Ainda assim, é inevitável chegar ao topo esbaforido.

Getty Images

A Lagoa Azul permanece cheia o ano inteiro

No entanto, o cansaço vai embora rapidamente para dar lugar ao êxtase. A paisagem é deslumbrante. Dunas são entrecortadas por lagoas límpidas, fazendo jus ao nome de Lençóis.

Não há tempo ruim para visitá-las, mas se a ideia é entrar de cabeça e mergulhar neste paraíso o melhor período é de maio a setembro, quando as lagoas estão cheias. De outubro a dezembro, com a escassez de chuvas, grande parte delas chega a secar completamente. Uma das únicas exceções é a Lagoa Azul, que na cheia chega a 2,30 m de profundidade e, na seca, costuma dar pé para um adulto de estatura mediana.

O turista que quiser conhecer Lençóis no inverno deve estar preparado para ser surpreendido por pancadas chuvas a qualquer hora do diamaio. Outra boa dica é a Lagoa do Peixe, que não poderia ter nome mais óbvio. Nela, o turista tem a oportunidade de nadar ao lado de milhares de peixinhos. Já se o objetivo é molhar os pés e se deliciar com o cenário, a Lagoa Bonita cumpre bem a função.

Ficar estressado durante o passeio é um desafio. O silêncio predomina na imensidão. Ele só é quebrado, vez por outra, pelo som dos helicópteros levando turistas para apreciar do alto a beleza. O voo panorâmico custa cerca de R$ 180 por pessoa.

Na volta das dunas, deixe a fome falar mais alto e pare no Restaurante da Luzia, no povoado com o sugestivo nome de Mata a Fome, formado por cerca de 12 casas. O local simples, de telhado de palha e com bancos de madeira sem encosto para o cliente se sentar, serve deliciosos pratos com camarão preparados por Luzia e sua pequena equipe. A dica é experimentar a tortilha de camarão (R$ 20, com arroz, feijão e salada) ou o camarão sem casca grelhado (R$ 25 com arroz, feijão, farofa e salada).

* A repórter viajou a convite da CTI Nordeste

>> Siga o twitter do @igturismo

________________________________________________________________________

** O iG Turismo não se responsabiliza pelos preços divulgados, sugerimos confirmar preços com agências e operadoras de viagens

Source: http://turismo.ig.com.br/destinos-nacionais/lencois-maranhenses-delirio-de-viagem/n1597215006666.html

26.09.2020

New

31 2015 mar

Voos baratos espanha

Voos baratos espanha Se vai viajar para Espanha, numa perspectiva muito redutora, vai possivelmente vai encontrar como denominador comum paelha, flamengo, sangria, sestas e...

02 2015 abr

Pacotes de viagens ano novo

Pacotes de viagens ano novo O Réveillon 2014 deve ser muito agitado pelo Brasil. O país recebe...

21 2014 feb

Linhas de avião

Linhas de avião Disponibilidade: Fora de estoque Descrição As miniaturas são produzidas em metal fundido e recebem pintura das mais variadas companhias áreas do mundo, e aqui...

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas a bordo. Os integrantes da Forзa Aйrea Brasileira ... Saber mais...

Booking voos

Booking voosA companhia aérea low cost Ryanair e o portal de reservas de hotéis Booking.com acabam de anunciar uma grande campanha de promoções com a ... Saber mais...

Avião de

Avião deCompartilhe!Sem movimentação e transportes a logística não funciona. Assim, depois de várias matérias sobre infra-estrutura de transportes, vamos conhecer alguns dos monstros do transporte. ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros