O que faz um agente de turismo

O que faz um agente de turismo

Facebook Twitter Google+ Por Flávia Pegorin É fácil notar que, quando se diz “eu sou Agente de Viagens”, Regilaine Santos, 36 anos, já pode conferir um olhar de inveja em sua direção. Claro, qualquer um pensaria que essa, sim, é a profissão que todo mundo pediu a Deus. O curioso é que a paulista com experiência de 16 […]

&source=" target="_blank">LinkedIn 5

Por Flávia Pegorin

É fácil notar que, quando se diz “eu sou Agente de Viagens”, Regilaine Santos. 36 anos, já pode conferir um olhar de inveja em sua direção. Claro, qualquer um pensaria que essa, sim, é a profissão que todo mundo pediu a Deus. O curioso é que a paulista com experiência de 16 anos no ramo simplesmente ama o que faz – mesmo desapontando a todos que pensam que ela passa os dias na ponte aérea, visitando hotéis cinco estrelas ou curtindo um roteiro atrás do outro planeta afora.

A realidade de ser um Agente de Turismo não é tão glamourosa. Mas é igualmente encantadora. “Descobri a profissão na prática, quando consegui meu primeiro emprego efetivo em uma agência na cidade de São Bernardo do Campo (SP), onde morava. Foram quase cinco anos ali, me dedicando e aprendendo, até perceber que eu poderia ser para sempre uma boa profissional do Turismo”, diz Regilaine.

Mais tarde ela fez cursos na área, passou por outras empresas, trabalhou como autônoma – tudo no ramo do Turismo, que ela não desvendou na universidade, mas na prática do dia a dia, um passageiro feliz de cada vez. Hoje Regilaine é agente da Bioviagens Turismo, empresa que ela criou para realizar todas as etapas do processo de atender clientes (a parte, disparada, que ela mais gosta).

“Quando atendo ao pedido de um cliente, colaboro 100% para que tudo se realize independente de ser um roteiro para o Taiti ou para Buenos Aires. O importante é ter um bom atendimento e saber que o pedido será realizado e que aquela pessoa voltará falando da sua próxima viagem”.

Para se manter informada sobre a área e sua profissão, Regilaine está sempreparticipando de feiras, eventos, está em permanente contato com as novidades que aparecem pela internet e outros meios de comunicação; ela também atende a convites de operadoras de turismo (que levam os agentes para conhecer os destinos em pauta no momento) – aí sim dando margem àquele pensamento lá de cima, sobre a “vida maravilhosa dos Agentes de Turismo”.

“Entendo tudo isso como aprendizado, porque vivencio a experiência de um turista a fim de saber o que ele vai aproveitar quando comprar determinado pacote”. A rotina pode ser puxada, mas o cenário segue muito lindo para os Agentes de Viagem.

Dicas de carreira da Regilaine

  • Gostar muito do que se faz, porque é um meio que exige constante aprendizado;
  • Comprometimento, é disso que o cliente necessita;
  • Ser bom pesquisador, comunicativo, assim é possível progredir;
  • Manter-se atualizado para estar à frente da concorrência e também para se antecipar aos clientes;
  • Ser esperto, uma pessoa que aprende rápido, que a rotina é muito ágil.

De quebra, Regilaine, como agente, dá também cinco toques sobre lugares que todo mundo deveria conhecer:

    Nova York, uma cidade que interage com o mundo; Paris, clássica, um lugar que inspira cultura; Um safári na África, todo mundo deveria experimentar porque é ímpar; Fernando de Noronha, águas brasileiras que são de dar inveja no restante do mundo; Disney – especialmente para quem tem filhos (ou gosta de lembrar como é ser criança).

Facebook Twitter Google+ Por Flávia Pegorin É fácil notar que, quando se diz “eu sou Agente de Viagens”, Regilaine Santos, 36 anos, já pode conferir um olhar de inveja em sua direção. Claro, qualquer um pensaria que essa, sim, é a profissão que todo mundo pediu a Deus. O curioso é que a paulista com experiência de 16 […]

&source=" target="_blank">LinkedIn

Source: http://www.vagas.com.br/profissoes/carreiras/turismo/turismo-a-profissao-que-e-uma-viagem/


*****

O que faz um agente de turismo

Algumas pessoas clicaram neste post por pura curiosidade, outros por duvidarem que existirão agentes de viagens no futuro, outros ainda por terem uma ideia fixa a respeito do que chamam “custo de comercialização” representado pelo agente de viagens…

O fato é que trata-se de assunto que suscita debates acalorados, quando presenciais e, às vezes, deixa mágoas, quando não analisado com o pragmatismo necessário aos temas profissionais.

Como sou agente de viagens por essência, sinto-me tranquilo em opinar, mesmo sabendo que podem interpretar de forma equivocada (opiniões diferentes são muito bem-vindas).

Para começar, diferentemente de algumas outras atividades econômicas, denomina-se agente de viagens, tanto o empresário sócio de uma agência de viagens, como o profissional que trabalha em uma.

Não é como o banqueiro e o bancário ou o comerciante e o comerciário, por exemplo, pois agente de viagens é agente de viagens e pronto.

E pode ser de turismo, corporativo, operador ou mesmo consolidador.

Somos todos agentes de viagens e o que nos une, entre outras coisas, é o fato de intermediarmos serviços relacionados à viagens e sermos (ou deveríamos todos ser) associados à ABAV.

Bem, e quanto ao agente de viagens do futuro?

Engana-se quem pensa que a internet substituirá o agente de viagens ou que as cias. aéreas e hotéis prescindirão destes profissionais ou mesmo que as empresas substituirão os agentes de viagens corporativas por “travel managers” com sistemas integrados aos fornecedores.

O agente de viagens de turismo será um consultor de viagens online e trabalhará numa OTA, vendendo direto ao cliente final.

O agente de viagens corporativas não será um consultor de viagens, mas um especialista em gestão e tecnologia de viagens para empresas.

O operador será um consultor de viagens online e trabalhará numa OTA, vendendo tanto para o agente de viagens de turismo como direto ao cliente final.

O consolidador não será um consultor de viagens, mas um especialista em gestão e tecnologia de viagens para agências.

Na verdade, muitos agentes de viagens já atuam desta forma atualmente, antecipando, ao que tudo indica, como todos atuarão no futuro.

E o futuro é logo ali…

Esse post foi publicado de quinta-feira, 4 de abril de 2013 às 10:56, e arquivado em Distribuição. Você pode acompanhar os comentários desse post através do feed RSS 2.0. Você pode comentar ou mandar um trackback do seu site pra cá.

Source: http://blog.panrotas.com.br/distribuindoviagens/index.php/2013/04/04/agente-de-viagens-consultor-de-turismo-ou-especialista-em-gestao-e-tecnologia/


*****

O que faz um agente de turismo

Agência de Viagens

Bom dia a todos.

Hoje falaremos sobre como funciona uma agência de viagens. quais são os setores existentes e o que faz cada setor. Claro que os setores dependem muito do tamanho e do enfoque da agência, mas na grande maioria delas existem estes setores básicos:

Departamento Nacional – Responsável pela parte dos produtos nacionais da agência de viagens. cuida dos contatos com hotéis, resorts, receptivos e tudo o mais que estiver dentro do âmbito nacional.

Departamento Internacional – Responsável pela parte dos produtos internacionais da agência de viagens. cuida dos contatos com hotéis, resorts, receptivos e tudo o mais que estiver dentro do âmbito internacional.

Emissão – Neste departamento são impressos os vouchers, passagens e quaisquer outros documentos necessários para a sua viagem (desde que estes documentos sejam de responsabilidade da agência de viagens. ou seja, não tem como tirar passaporte, vistos). Estes documentos são a sua garantia de que contratou e tem direito de usufruir dos serviços. Este departamento pode também ser subdivido em aéreo/voucher, entre outros.

Vendas – Talvez o mais importante departamento de uma agência de viagens. o departamento de vendas é onde são fechados os negócios, e a parte da empresa que terá um relacionamento direto com os clientes.

Financeiro – Onde é movimentado o dinheiro da agência de viagens. em relação a pagamento de funcionários, comissionamento, despesas simples (luz, água), hotéis, resorts, receptivos e também recebimento do mesmo (lembrando que a maioria das transações são feitas via telefone ou internet, não tendo assim montantes de dinheiro na sede física de qualquer agência).

Marketing – É o departamento que tenta atrair potenciais consumidores para a agência de viagens. através de diversas estratégias.

Resumidamente, esses são os departamentos que uma agência de viagens possui, claro que pode haver casos em que o mesmo funcionário exerça mais de uma função, principalmente em função do tamanho. E claro, todos estes departamentos caminham juntos com o objetivo de divulgar e vender produtos, veja os nossos em nosso site: www.intravel.com.br

Source: http://intravelturismo.wordpress.com/2009/08/07/agencia-de-viagens/


*****

O que faz um agente de turismo

O Turismo é uma das maiores indústrias do mundo, e todos os países, de um modo geral, apóiam as atividades turísticas, em pró do desenvolvimento e giro de capital.

Mas afinal porque o turismo é tão apoiado em todo o mundo?

A resposta é simples: o turismo é uma atividade econômica que gera emprego e renda, sem degradar o meio ambiente, aliás, o turismo colabora para a preservação ambiental.

Veja o caso da Amazônia por exemplo, em regiões onde o Eco-turismo está bem desenvolvido, a comunidade tem outras opções de trabalho e não precisa mais destruir a floresta para vender a madeira.

Muita gente acha que o curso de turismo é simples e que o emprego vai ser fácil, com várias viagens e roteiros, mas não é bem assim… Quem trabalha com turismo não fica só viajando, também tem que trabalhar, e muito!

Sobre as características do turismólogo, podemos citar a capacidade de adaptação como o principal atributo: nesta atividade é preciso negociar e conversar com todo tipo de pessoa, ter jogo de cintura e entender as diferenças e necessidades alheias. Além da necessidade de ser comunicativo e gostar da interação com o público.

O Curso de Turismo. que em algumas universidades é ministrado junto com o de Hotelaria (formando a graduação em Hotelaria e Turismo ), tem duração média de 3 anos e tem o foco voltado para a formação prática do aluno.

Para complementar a formação do aluno, além das aulas práticas relativas a área de turismo, há ainda aulas de disciplinas de exatas, como economia e administração de empresas. Além de disciplinas de humanas, tais como geografia, história e língua portuguesa.

Em relação aos trabalhos práticos, o aluno participará de atividades de pesquisa, trabalhos de planejamento turístico e também organização de eventos.

Esses trabalhos práticos, que em geral são apresentados para toda a classe em forma de seminários, ocupam grande parte da grade do curso, complementando a formação do profissional de turismo.

O mercado de trabalho potencial para os profissionais de turismo se divide em 2 grandes áreas:

  • Planejamento da Atividade Turística. O profissional que trabalha com o planejamento da atividade turística tem como objetivo desenvolver roteiros e atividades de lazer em regiões que tem potencial turístico (regiões de praias, montanhas, rios, floresta, etc…). Os principais empregadores de profissionais de planejamento turístico são os órgãos do governo (prefeituras, secretarias estaduais, etc…), mas o profissional também pode trabalhar como consultor independente fazendo projetos particulares para hotéis e resorts.
  • Empresas Turísticas. Hotéis, Agências de Viagens, Companhias Aéreas, Parques Temáticos, Resorts, há dezenas de tipos diferentes de empresas do segmento turístico que podem demandar o trabalho de um profissional especialista em turismo.Como o Brasil é um país jovem, que não apresenta muitos destinos turísticos históricos, a principal atividade turística por aqui é mesmo o Eco-Turismo e o Turismo de Aventura.

O Nordeste brasileiro é a região onde o Turismo cresce de forma mais destacada, além das enormes belezas naturais e belíssimo litoral, possui ainda uma localização geográfica privilegiada: fica próximo tanto da América do Norte quanto da Europa, o que o torna um destino barato para os estrangeiros.

Para quem prefere os grandes centros ao invés de praias, o mercado de trabalho de turismo oferece a opção de trabalho na organização de eventos.

• Os alunos sempre possuem certa dúvida na hora da escolha do curso, e permanecem um pouco inseguros mesmo no começo da graduação. No caso do seu curso de turismo, como foi sua experiência?

Quando eu estava no começo do Ensino Médio o meu objetivo era conseguir um emprego onde eu trabalhasse com algo que eu gostasse, logo de cara me veio a ideia de trabalhar com turismo. Pensava que o trabalho seria ficar viajando, conhecendo pontos turísticos e ainda iria ganhar um bom salário. Porém, ano passado, quando estava no terceiro ano colegial, conheci uma menina que fazia o bendito curso de turismo. Desta forma, ela me mostrou que a realidade da profissão era bem diferente dessa moleza que eu imaginava, no entanto, como eu gostava muito da área, resolvi insistir e fazer uma pesquisa séria sobre a carreira de turismo. Após ler muito sobre o assunto e amadurecer bastante a ideia, no final do ano já tinha minha decisão: fazer graduação em turismo!

• Qual foi o fator determinante na escolha do seu curso? Foi baseado fortemente nos resultados de testes vocacionais, ou teve contato com profissionais ou outros alunos que já estavam cursando?

Como mencionado anteriormente, sempre tive a ideia de fazer algum curso relacionado a área de viagens, turismo, fotografia, etc… Minha ideia era trabalhar com algo que eu realmente gostasse de fazer. Mas o fator determinante mesmo para a minha escolha, posso dizer que foi o contato com a profissional que já estava inserida no mercado de turismo, que me esclareceu o dia a dia do curso e também funcionamento do mercado de trabalho na prática, essas informações foram decisivas para que escolhesse a carreira de turismo.

• Os primeiros anos de curso são determinantes para o aluno decidir se é realmente o que deseja para a vida dele, ou se muda o foco para outra profissão. Em relação ao seu curso de turismo, quanto tempo levou para ter a certeza ou não de sua escolha?

Ainda estou no primeiro ano do curso de turismo e até agora não tive maiores dificuldades. Posso dizer com certeza que estou gostando muito, acho que estou tendo essa boa adaptação ao curso pois pesquisei bastante antes de começar e também graças a ajuda de alunos mais velhos da graduação, que passam todas as dicas das matérias.

• Agora em relação ao curso de turismo, fale um pouco da sua expectativa das matérias. Elas proporcionaram um aumento em sua expectativa como futuro profissional?

Até agora estou tendo muitas matérias teóricas, mas no próximo semestre devemos começar a fazer mais trabalhos e mais pesquisa prática. As pessoas em geral não gostam muito de falar em público, eu pelo contrário gosto muito, por isso estou ansioso para começar a produzir e apresentar tais trabalhos.

• Quais as matérias que mais gostou do curso? Fale sobre a que mais se identificou!

Até agora estudamos muitas matérias de humanas, eu até gosto de ler e estudar essas matérias, mas acho que vou começar a gostar mais das matérias do próximo semestre que serão práticas.

• Após o fim da graduação em turismo, qual foco deseja dar para sua carreira? Tem aspiração de entrar no mercado de trabalho diretamente, ou pretende ainda efetuar cursos de aprimoramento, como pós-graduação, mestrado, etc?

Assim que me formar, pretendo prestar concurso público e trabalhar como turismólogo na área de planejamento turístico, criando roteiros turísticos para as cidades. Pelo que tenho pesquisado, há uma boa demanda por profissionais de turismo nas prefeituras das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Apesar de ser um pouco longe de casa, tenho certeza que vou gostar muito, pois sou apaixonado pela natureza.

• Sobre a universidade que cursou, gostaria de fazer alguma comparação com as oportunidades apresentadas que são interessantes ao entrar no mercado de trabalho?

Estou cursando turismo em uma universidade particular e o fator que mais pesou na minha escolha foi a possibilidade do intercâmbio. Sempre converso com os alunos dos outros anos, alguns deles já fizeram o intercâmbio para a Espanha na Universidad Europea de Madrid, e sempre contam que a experiência foi excelente e que a melhor maneira de aprender uma língua é mesmo morando em outro país. Quem tiver interesse, recomendo fortemente instituições que já possuem parcerias formadas pra intercâmbio, sendo interessante verificar também a qualidade das instalações e laboratórios, e a possibilidade de internacionalização dos cursos.

Source: http://www.guiadacarreira.com.br/artigos/cursos/graduacao-curso-de-turismo/

14.12.2019

New

31 2015 mar

Azul transportes aéreos

Azul transportes aéreos Luchthaven Cuiabá Luchthaven Cuiabá-Marechal Rondon is de belangrijkste luchthaven van de centraal westelijk gelegen Brazialiaanse deelstaat Mato Grosso, die direct aan buurland Bolivia...

02 2015 abr

Voos a

Voos a Barcelona inspira, apaixona, leva-te para um mundo mágico de cores, cheiros e arte. Com ruas animadas, um clima fantástico e bairros e...

21 2014 feb

Procura voos

Procura voos As buscas pelo MH370 ocorrem numa área nove vezes maior que a região metropolitana de São Paulo (Foto: Reuters) "Temos que...

Popular on-line

Imprimir bilhete electronico tap

Imprimir bilhete electronico tapTAP e CP unem forças e oferecem descontos aos passageirosFoi baptizado de “Rail ... Saber mais...

Pacotes de viagens para bora bora

Pacotes de viagens para bora boraBuscar voo + hotelConhecida como destino frequente de ricos e famosos, ... Saber mais...

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros