Empresas aereas mais baratas

Empresas aereas mais baratas

Extra

Planejamento e pesquisa ajudam quem deseja economizar na compra de passagens aéreas. E, para isso, há aplicativos para celular que facilitam a busca e também alertam quando há promoções em companhias aéreas de todo o mundo. Buscas desse tipo tiveram um aumento de 308% no Brasil entre 2013 e 2014, segundo um levantamento feito pela empresa Skyscanner. Além disso, os consumidores já estão mais seguros em efetuar compras direto pelos celulares. Confira uma lista de cinco aplicativos grátis para economizar:

Famoso na Europa, o site Kayak tem um aplicativo que também está disponível para o Brasil. Ele permite pesquisar voos e hotéis. Está disponível para Apple, Android e Windows Phone.

O aplicativo facilita a organização da viagem, comparando empresas aéreas e agências de viagem. O usuário pode escolher se quer apenas voos diretos e, ainda, com qualquer opção de data.

O Skyscanner tem filtros que ajudam a encontrar Foto: Reprodução

Também ajuda a encontrar as passagens com o menor preço com mais facilidade. Há vários filtros que permitem pesquisar apenas voos diretos ou selecionar até quatro datas diferentes para a viagem. O aplicativo está disponível para Apple, Android e Windows Phone.

Melhores destinos

O site Melhores Destinos avisa aos passageiros sobre promoções de companhias aéreas. E o aplicativo tem essa mesma finalidade. Não é possível fazer buscas, mas ele avisa quando há ofertas disponíveis no site das empresas. Está disponível para Apple, Android e Windows Phone.

O Melhores Destinos alerta quando há promoções Foto: Reprodução

Flight Tonight

Disponível apenas em inglês, o aplicativo ajuda a encontrar voos baratos de última hora. Pode ajudar numa emergência, por exemplo. Ele está disponível apenas para Iphones.

O Flight Tonight ajuda a encontrar passagens de última hora Foto: Reprodução

Source: http://extra.globo.com/noticias/celular-e-tecnologia/conheca-cinco-aplicativos-que-ajudam-encontrar-passagens-aereas-mais-baratas-15198786.html


*****

Empresas aereas mais baratas

Voar pela Rússia se tornará mais barato: a companhia aérea russa Aeroflot decidiu criar uma transportadora de baixo custo (low-coster). Mas para que a nova transportadora seja rentável, são necessárias mudanças fundamentais na legislação.

A Aeroflot pede ao estado para permitir a venda de bilhetes não reembolsáveis, e também fazer as refeições e o transporte de bagagem opções extra. Isso permitirá baixar os preços de bilhetes em 20-40%, e os passageiros poderão escolher eles próprios o serviço desejado.

É necessário criar uma transportadora de baixo custo russa no futuro mais próximo, assim decidiu o conselho administrativo da maior companhia aérea do país. Dentro em breve será iniciado o desenvolvimento de um plano de negócios para a nova operadora, mas já se sabe que ela será uma companhia a 100% filial da Aeroflot. O plano é começar a operar já no próximo ano. Nos dois primeiros anos a transportadora de baixo custo irá efetuar voos apenas na Rússia Central, partindo de megacidades, e depois para outros destinos também. Para minimizar os custos, a nova companhia aérea será baseada num pequeno aeroporto nos arredores de Moscou.

No entanto, na comunidade de especialistas não há consenso sobre a necessidade urgente de formar no mercado interno de transportes aéreos um segmento de baixo custo. Criar uma tal companhia na Rússia é um projeto caro e não rentável, acredita o diretor-geral adjunto da empresa de investimentos Region, Anatoli Khodorovsky:

“Na Rússia não há pré-requisitos fundamentais para criar um modelo de baixo orçamento e um modelo de custos baixos. Ele se baseia num grande fluxo de passageiros, no fato de que existe um segmento claramente definido de passageiros frequentes, que estão dispostos a desistir de certas funções de serviço, a aguentar certas inconveniências que sejam adequadas ao preço. Entre outras coisas, geralmente, tais companhias são baseadas em outros aeroportos e não nos principais portos de intercâmbio.”

Na Rússia já existiram transportadoras locais de baixo custo – Sky Express e Avianova. Elas voavam para os destinos mais populares – Moscou, São Petersburgo, Sochi. O parque das duas companhias juntas tinha menos de 10 aviões, mas elas transportavam um milhão e meio de pessoas por ano, ganhando lugares entre as dez companhias aéreas mais populares do país. Mas elas não conseguiram manter preços baixos por muito tempo. A Sky Express foi transformada num transportadora regular, e depois foi fundida com as Linhas Aéreas de Kuban. No final de 2011, devido a perdas, deixou de existir a Avianova. Especialistas dizem que as transportadoras de baixo custo desapareceram por causa de inconsistências com o modelo de negócios de tais empresas. Basicamente, elas devem ser como táxis coletivos: uns passageiros saem, outros entram. O tempo de serviço de aviões no aeroporto não deve exceder 40 minutos. A empresa deve apostar não tanto em bilhetes baratos para passagens, como na minimização de seus custos, diz o diretor geral da empresa de consultoria Infomost, Boris Rybak:

“O essencial é um meio de produção de aviões. Para que uma transportadora de baixo custo seja eficaz, ela deve ter máquinas absolutamente novas, para gastar o mínimo em manutenção. Tais máquinas novas para companhias aéreas russas estão sujeitas a direitos de importação, IVA, o que aumenta o seu custo em metade. E este fator não pode ser compensado por quase nada. Estas duas normas são as assassinas de passagens baratas.”

A Aeroflot não vai repetir os erros das transportadoras de baixo custo anteriores, e por isso exige mudanças fundamentais na indústria aérea. Para começar, pede alterar o código aéreo. Uma das principais condições para a existência de transportadoras de baixo custo é a permissão de vender bilhetes não reembolsáveis, nota Boris Rybak:

“As tarifas mais baratas em todos os países do mundo, normalmente, são as de passagens irrecuperáveis. Alguns anos atrás, os nossos legisladores introduziram a regra de que as companhias aéreas são obrigadas a devolver o dinheiro pelas passagens, seja qual for a tarifa. Foi uma medida artificial e incorreta. Deveria agora ser cancelada. Da mesma forma, o código aéreo diz que as companhias aéreas são obrigadas a fornecer as refeições, o que também é bastante estranho. Por exemplo, não exigimos lanches em ônibus.”

A Aeroflot pede que também sejam revistas as regras de transporte obrigatório de bagagem. Transportadoras de baixo custo estrangeiras há muito apostaram em passageiros que viajam leve, que não querem pagar a mais pelo transporte de uma mala que não trazem. Antes de criar uma transportadora de baixo custo é necessário resolver outro problema das companhias aéreas da Rússia – a escassez de pilotos. O código aéreo proíbe empregar estrangeiros. Mas na Rússia há uma escassez de pilotos profissionais, por isso eles custam caro às companhias aéreas: 5-7 mil dólares por mês. Para o parque inicial de 15 aviões da transportadora de baixo custo da Aeroflot é necessário contratar 80 pilotos. A permissão para estrangeiros de pilotarem aviões vai atrair profissionais de outros países, como a Ucrânia ou Cazaquistão, e ampliar a equipe. Este, por sua vez, permitirá aumentar o número de voos o que dará à empresa uma chance de ganhar lucro, e aos russos de voar mais barato e com mais frequência.

Source: http://br.sputniknews.com/portuguese.ruvr.ru/2013_07_30/Passagens-de-aviao-se-tornar-o-mais-baratas-na-Russia-4510/


*****

Empresas aereas mais baratas

Saiba mais

O trecho do Rio de Janeiro a Joгo Pessoa, um dos mais caros do paнs, custa cerca de R$ 1,8 mil para uma viagem na segunda-feira em agosto. Se a viagem for feita no sбbado, o mesmo percurso sai 60% mais barato, cerca de R$ 730.

A pesquisa revela ainda que um dos trechos mais baratos й a ponte бrea do Rio de Janeiro para Sгo Paulo, comprada hoje para embarque de sбbado em novembro, com o valor de cerca de R$ 50. Segundo levantamento, a sexta-feira й o dia mais buscado pelos brasileiros, enquanto que o domingo tem a menor procura.

Source: http://www.em.com.br/app/noticia/economia/2014/08/06/internas_economia,555710/passagens-aereas-sao-mais-caras-na-segunda-e-mais-baratas-no-sabado-diz-pesquisa.shtml


*****

Empresas aereas mais baratas

Matheus Farias 17/08/2014 09:04 Deixe seu comentário

Viajar pelo mundo não precisa custar uma fortuna. Várias empresas aéreas oferecem soluções realmente muito baratas para quem realiza voos internacionais e até para quem não abre mão de incluir um roteiro a mais numa viagem a preços baixos, ainda que para desfrutar dessa vantagem sofra algumas limitações no peso da bagagem, poucas possibilidades de mudanças ou desembarques em aeroportos mais distantes dos grandes centros urbanos.

Para esses casos “planejamento” e “pesquisa” são as palavras chaves e fatores que definirão se a oportunidade de agregar mais um destino realmente vai valer a pena no fim das contas. As empresas indicadas abaixo estão espalhadas em várias partes do mundo e oferecem serviços muito recomendados a preço justo.

JetBlue Airways

Voando com aviões menores, a JetBlue é uma das melhores opções para voos dentro dos Estados Unidos. Foto: divulgação.

Pouca gente sabe mas a JetBlue, irmã mais velha da companhia brasileira Azul, foi fundada por um brasileiro e revolucionou o modo de voar pelos Estados Unidos oferecendo passagens a preços baixos e serviço de excelente qualidade.

Atendendo a mais de 80 destinos em 21 estados americanos e 12 países do Caribe e América Latina, a JetBlue alia o conforto de possuir maior espaço interno nas aeronaves com bancos em couro, permitir ao passageiro a facilidade de despachar uma mala de até 23kg gratuitamente (além da bagagem de mão) e oferecer televisões individuais com muitas opções de canais para você passar o tempo (fones de ouvido são pagos a parte e custam $2 ). O serviço de bordo é um assunto à parte pois mesmo que exista um cardápio pago, os lanches oferecidos gratuitamente são muito bons além de variados e disponíveis à vontade.

Além de já operar com os novos aviões do modelo Boeing 787, a LAN oferece um sistema de entretenimento com mais de 1000 opções para o viajante. Foto: divulgação.

Recentemente unida à TAM Linhas Aéreas, a LAN é uma companhia para quem está procurando uma maneira acessível de explorar a América do Sul a preços razoáveis. Assim como a JetBlue, a LAN conta com sistema de entretenimento a bordo individualizado com mais de 1000 opções de filmes, programas de TV e jogos para fazer seu voo passar mais rápido. Ainda que o principal aeroporto seja o de Santiago, a LAN atende vários destinos das Américas, Europa e Oceania com valores competitivos.

EasyJet

A EasyJet é uma opção barata para quem pretende voar por algumas cidades da Europa e Oriente Médio. Foto: Andreas Traxler.

A britânica EasyJet é uma das companhias aéreas low cost mais conhecidas do mundo e oferece voos que conectam 137 destinos em 34 países a preços acessíveis através de toda Europa, Oriente Médio e alguns países africanos. Se você viaja para a Europa é difícil não ouvir falar da EasyJet por causa dos seus preços baixos e algumas condições pra lá de polêmicas.

A grande verdade é que esse modelo de transporte aéreo é mais ideal para quem pretende fazer viagens de bate-e-volta com curta duração (normalmente um fim de semana) pois, além de pousar e decolar em aeroportos periféricos (o que aumenta o custo de traslado até o centro), ao necessitar serviços personalizados serão cobradas taxas extras que acabam encarecendo o preço final do seu voo: custo adicional de 30 por bagagem extra despachada e 4 para poder selecionar lugares e ter um pouco mais de espaço para as pernas.

A economia em voar Ryanair tem uma grande desvantagem: dividir espaço com um outdoor ambulante. Foto: Ruthann.

A RyanAir, tão ou mais conhecida quanto a EasyJet, também é uma opção viável para quem pretende organizar uma viagem com baixo custo, mas as taxas extras que a companhia cobra por operações básicas são ainda mais bizarras. Segundo a empresa os métodos extremos de cobrança por despachar bagagens (de 15 a 75 ), compra de bilhete com cartão de crédito (2% do valor total da transação), reserva de assentos (de 5 a €10 ) ou reemisão de cartão de embarque (até 15 ) são apenas alguns fatores que incentivam os turistas a realizar viagens simples e rápidas. O serviço de bordo é caro e pago à parte.

Operando 362 rotas em 22 países a RyanAir também prioriza os aeroportos periféricos, o que pode aumentar o custo final da viagem por causa do traslado, mas oferece muitas oportunidades de conhecer cidades européias a baixo custo uma vez que o valor dos seus voos circulam na média dos 25 por trecho.

FastJet

A primeira low cost do continente africano oferece opções para voos a partir de $20. Foto: divulgação.

Se você está turistando pelo sul da África (África do Sul, Zimbábue, Tanzânia, etc) e procurando por uma maneira mais acessível de explorar outros países ao redor a FastJet, primeira companhia estilo budget do continente, é a mais indicada. Os valores são arranjados de forma bastante descomplicada, começando com um preço base de $20 + taxas. O passageiro tem direito a um lanche básico a bordo e uma bagagem de mão grátis, desde que caiba no compartimento interno. As malas de até 20kg despachadas custam $10 cada.

Sem muitas complicações e com preços justos para voos que duram no máximo três horas para os locais mais distantes, a FastJet atende os principais destinos da região como: Kilimanjaro, Mwanza e Dar es Sallam na Tanzânia, Johannesburg na África do Sul, Harare no Zimbábue e Lusaka na Zâmbia. Outros destinos como Entebbe (Uganda), Nairobi e Mombassa (ambos no Quênia) devem começar a operar em breve.

Hawaiian Airlines

A Hawaiian oferece passagens mais baratas para as ilhas havaianas do que para outros estados americanos do continente. Foto: divulgação.

A quantidade de pessoas que, ao planejar uma viagem para os Estados Unidos, voam para conhecer outras cidades distantes (às vezes cruzando o país de leste a oeste) não é pequena. Então que tal aproveitar a oportunidade para realizar um sonho e conhecer o Havaí com voos diretos de várias estados americanos e com preços bastante acessíveis?

Decolando de várias cidades da porção continental dos Estados Unidos como Califórnia, Oregon, Washington e Arizona, basta ficar atento ao site da Hawaiian para encontrar voos sem escalas para as ilhas havaianas a partir de incríveis $400. Além de atender várias outras ilhas do Pacífico, a Hawaiian também oferece preços muito camaradas para quem pretende fazer uma viagem dos sonhos (a partir dos Estados Unidos) para alguns países da Ásia e Oceania. Sendo assim, que tal mudar seu segundo destino americano por um país asiático?

Você já voou em alguma dessas companhias aéreas? Como foi sua experiência?

Source: http://www.debagagem.com/2014/08/17/linhas-aereas-mais-baratas-mundo/

26.04.2018

New

31 2015 mar

Viagens de avião baratas

Viagens de avião baratas a partir de 6x R$ 369,14 a partir de 6x R$ 322,99 Condições das ofertas - Valores por...

02 2015 abr

As passagens mais baratas

As passagens mais baratas Melhor resposta:   Olá, Olá, Tarifas compradas nas lojas das companhias aéreas podem ter valores...

21 2014 feb

Agencia de viagens terra nova

Agencia de viagens terra nova “TERRA NOVA – Viagens e Turismo” é um Operador Turístico activo no mercado Português há cinco décadas. À comodidade do transporte juntamos uma...

Popular on-line

Passagem aerea alemanha

Passagem aerea alemanhaPaís: Alemanha | Região: Hessen | Cidade: Frankfurt | Localização: EuropaA tradicional arquitetura germânica. fator responsável por levar muitos ... Saber mais...

Qual é a diferença entre a classe turística e classe executiva?

Hoje em dia podemos encontrar bilhetes acessíveis  praticamente em qualquer companhia aérea do mundo. Por exemplo: para os estudantes ou reformados. ... Saber mais...

Passagens aereas jetcost

Passagens aereas jetcostAutor: Textual ConteúdoWWW.JETCOST.COM.BR – Quem gosta de viajar e se hospedar sem gastar muito adora os sites de comparação ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros