Voos da tap

Voos da tap

Por Fugas

11.03.2015

Este sábado a TAP faz 70 anos e há campanha para festejar: muitos destinos na Europa e Marrocos entre 39 e 79 euros por voo e mais rotas pelo mundo em promoção. Reservas de 12 a 15 de Março, viagens ano fora excepto no Verão.

"Aqui há festa" é o slogan da nova campanha da TAP, lançada esta quarta-feira no âmbito das comemorações dos 70 anos da fundação da empresa, a 14 de Março. A promoção . que abrange voos entre 5 de Maio (ou 7 de Abril no caso dos voos de longa duração) e 10 de Dezembro (excepto de 16 de Junho a 20 de Setembro), inclui rotas com partida de Lisboa e algumas também do Porto.

Pela Europa, o preço mais baixo começa em 39 euros por trajecto, o preço para duas rotas espanholas, Madrid e Barcelona (a capital a partir de Lisboa ou Porto, Catalunha à partida do Porto). Por mais 10 euros é possível voar para os Açores (Terceira e Ponta Delgada) desde Lisboa, para Paris e outros destinos na França e Suíça (Genebra).

A Alemanha (Hamburgo e Dusseldorf) ou a Itália (Roma e Milão) estão disponíveis desde 59 euros, assim como vários destinos espanhóis ou até Marrocos (Casablanca e Marraquexe). Moscovo, Varsóvia, Praga e Budapeste fecham a lista com preços desde 79 euros.

Na campanha, as rotas que permitem partida do Porto com preço promocional, além de Madrid ou Barcelona, são ainda Paris, Genebra, Roma, Milão e Luxemburgo (59 euros).

Segundo informa a companhia, a "tarifa aplicada nesta promoção é dobrável para viagens de ida-e- volta", sendo que o "preço final dependerá das taxas aeroportuárias, que variam consoante o aeroporto de regresso".

A campanha inclui ainda uma segunda promoção com os voos de longa duração, sendo que neste caso é anunciado o preço de ida-e-volta e a lista apenas inclui dois destinos com partida do Porto (Nova Iorque e Rio). Cabo Verde destaca-se na lista como o destino mais económico: Sal, São Vicente ou Praia desde 309 euros. Mas também não faltam propostas no Brasil a 549 (Salvador) ou 649 euros (Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro) - por mais 50 euros, encontram-se Recife, Natal, Belém e Manaus. Nos EUA, Nova Iorque e Miami são anunciados a 549 euros. A lista inclui ainda Bogotá e Cidade do Panamá por 649 euros.

Europa e Marrocos em promoção 

(preços por voo)

Desde 39 euros: Madrid, Barcelona

Desde 49 euros: Terceira, Ponta Delgada, Paris, Genebra, Nice, Bordéus,

Desde 59 euros: Hamburgo, Dusseldorf, Roma, Milão, Luxemburgo, Zurique, Oviedo (Astúrias), Sevilha, Málaga, Bilbau, A Coruña, Valência, Casablanca, Marraquexe

Desde 79 euros: Praga, Budapeste, Varsóvia, Moscovo

África, EUA e Brasil em promoção

(preços ida-e-volta)

Desde 309 euros: Cabo Verde (Sal, São Vicente, Praia)

Source: http://fugas.publico.pt/Viagens/345855_tap-celebra-aniversario-com-campanha-de-voos


*****

Voos da tap

“O teu coração bate por Pombal”. É este o mote do vídeo que, em breve, vai promover Pombal junto dos tripulantes da TAP.

Por enquanto, o filme circula apenas online, nas redes sociais, mas fonte da autarquia explica que a difusão do vídeo nos aviões da portugueses já está garantida.

O projeto resulta de uma parceria entre o município e a Confraria do Bodo. São mais de quatro minutos de imagens – acompanhadas de um texto narrado em português e legendado em inglês –, que dão a conhecer as potencialidades do concelho: da serra de Sicó à praia do Osso da Baleia, passando pelos monumentos, museus e gastronomia.

Source: http://www.regiaodeleiria.pt/blog/2014/08/19/video-vai-promover-pombal-nos-voos-da-tap/


*****

Voos da tap

A TAP pediu ao Conselho Económico e Social (CES) que declarasse obrigatória a realização de 20% dos voos programados para os quatro dias de greve geral agendados para o período entre o Natal e o Ano Novo. Os serviços mínimos serão definidos numa reunião que decorrerá na segunda-feira.

No entanto, a situação poderá alterar-se caso o Governo decida avançar com a requisição civil, obrigando os trabalhadores a apresentarem-se ao serviço. Mesmo que seja essa a opção que sairá do Conselho de Ministros desta quinta-feira, já não irá a tempo de evitar os danos causados a milhares de passageiros.

De acordo com fonte oficial da TAP, “há 1067 voos programados” para 27, 28, 29 e 30 de Dezembro e “foram pedidos serviços mínimos que correspondem a 20% da operação”. A fasquia é um pouco mais elevada do que em greves passadas, visto que, a manter-se, esta paralisação vai ocorrer num período importante para a companhia, para o turismo e para os passageiros que viajam nesta quadra. Nos quatro dias de protestos convocados pelos tripulantes a 30 de Outubro, 1 e 30 de Novembro e 2 de Dezembro, por exemplo, a empresa tinha proposto a realização de 17,5% dos voos.

Além de algumas ligações à Madeira e aos Açores, a TAP pediu que fossem realizados voos para e de destinos europeus com forte presença de comunidades portuguesas, seja França, Reino Unido, Luxemburgo e Suíça. Além disso, pretende ver asseguradas frequências para África, nomeadamente Angola e Moçambique, e para o Brasil e Estados Unidos, bem como os voos de regresso de aeroportos internacionais.

A decisão sobre os serviços mínimos só será conhecida na segunda-feira, no final da última reunião do tribunal arbitral do CES, agendada para as 12h. Há uma primeira reunião marcada para as 10h já da próxima sexta-feira. A decisão terá também em conta a posição dos sindicatos.

Requisição civil em cima da mesa

No entanto, esta quinta-feira será determinante para se saber em que pé fica a greve geral na TAP, já que o Governo decidirá, em Conselho de Ministros, se avança com uma requisição civil, obrigando os trabalhadores a apresentarem-se ao serviço. “Tenho a certeza que o Governo tomará medidas adequadas para que a empresa regresse à normalidade. A questão [requisição civil] será analisada no Conselho de Ministros desta quinta-feira”, confirmou na quarta-feira o primeiro-ministro .

Mas o Governo sabe que a decisão não é fácil. Além da carga política e social da medida, que só foi usada uma vez na TAP em 1997, a sua eficácia não é garantida. Os trabalhadores podem simplesmente não comparecer, desde que justifiquem a sua ausência.

E mesmo que tome essa opção, o executivo já não irá a tempo de evitar os danos causados por esta paralisação a milhares de pessoas. A TAP informou na quarta-feira que mais de 20 mil passageiros já foram obrigados a alterar as viagens por causa da greve.

A companhia tinha 130 mil clientes com voos marcados para este período e, além dos que escolheram datas alternativas para viajar, há uma parte que está a pedir o reembolso, com perda imediata de receitas para a empresa. O número de passageiros que desistiu de voar pela companhia entre 27 e 30 de Dezembro duplicou em menos de 24 horas, visto que na terça-feira à noite chegava a dez mil.

As companhias que concorrem com a TAP são as grandes beneficiárias da fuga de passageiros. Ainda na quarta-feira, a Lufthansa anunciou que "devido ao aumento do volume de tráfego" vai disponibilizar um voo adicional nos dias 27, 28, 29 e 30 de Dezembro entre Lisboa e Frankfurt (ida e volta).

Os 12 sindicatos que convocaram a paralisação enviaram na segunda-feira uma proposta ao Governo. que exige que a venda do grupo, relançada em Novembro, seja suspensa enquanto decorrerem as negociações. O executivo rejeitou a proposta. pondo completamente de parte a hipótese de colocar o processo em stand-by, mesmo que temporariamente.

Na quarta-feira, o secretário-geral do PS comentou o assunto à saída do seu primeiro encontro com o Presidente da República como líder socialista, classificando a privatização como “uma enorme imprudência”. E aproveitou para culpar o Governo de ser o principal responsável da presente situação.

“O ideal seria que fosse possível encontrar uma solução de diálogo que poupasse o país aos custos deste conflito. Mas a responsabilidade deste conflito é inteira e exclusiva deste Governo que nem com a oposição, nem com os trabalhadores da TAP foi capaz de manter qualquer diálogo”, disse em Belém.

Neste momento, existe um braço-de-ferro entre os sindicatos e o Governo que parece muito difícil de ultrapassar. Mas, dentro da própria plataforma sindical, há posições divergentes sobre os motivos da greve e as exigências a reivindicar. Com Nuno Ribeiro e Nuno Sá Lourenço

Source: http://www.publico.pt/economia/noticia/tap-pede-servicos-minimos-para-assegurar-20-dos-voos-na-greve-1679777

16.07.2019

New

31 2015 mar

Lan voos

Lan voos LAN Airlines A LAN Airlines é a maior companhia aérea no continente sul-americano e uma importante parceira da aliança Oneworld. Em 26.06.2012, após dois...

02 2015 abr

Transportadora aereo

Transportadora aereo Tudo comeзou em 1987. Deste ano atй os dias de hoje, a Aeromed Transportes Ltda. jб realizou...

21 2014 feb

Sobre avião

Sobre avião Sydney, Austrбlia, 26 nov (Lusa) -- As equipas contratadas pela Austrбlia para procurar o aviгo da Malaysia Airlines, desaparecido desde marзo, nгo encontraram qualquer...

Popular on-line

Voos baratos de madrugada

Voos baratos de madrugadaHome / Passagens Aéreas Promocionais / Viajar de Madrugada é Alternativa para Vôos BaratosQuer viajar de avião, mas acha ... Saber mais...

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas a bordo. Os integrantes da ... Saber mais...

Voos govolo

Voos govoloGovolo.ptApresentada em 18 de abril de 2012, por David Abreu Felino Carvalhão .Motivo da Reclamação: AtendimentoDurante o presente ano fiz 3 ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros