Voos da tap

Voos da tap

Por Fugas

11.03.2015

Este sábado a TAP faz 70 anos e há campanha para festejar: muitos destinos na Europa e Marrocos entre 39 e 79 euros por voo e mais rotas pelo mundo em promoção. Reservas de 12 a 15 de Março, viagens ano fora excepto no Verão.

"Aqui há festa" é o slogan da nova campanha da TAP, lançada esta quarta-feira no âmbito das comemorações dos 70 anos da fundação da empresa, a 14 de Março. A promoção . que abrange voos entre 5 de Maio (ou 7 de Abril no caso dos voos de longa duração) e 10 de Dezembro (excepto de 16 de Junho a 20 de Setembro), inclui rotas com partida de Lisboa e algumas também do Porto.

Pela Europa, o preço mais baixo começa em 39 euros por trajecto, o preço para duas rotas espanholas, Madrid e Barcelona (a capital a partir de Lisboa ou Porto, Catalunha à partida do Porto). Por mais 10 euros é possível voar para os Açores (Terceira e Ponta Delgada) desde Lisboa, para Paris e outros destinos na França e Suíça (Genebra).

A Alemanha (Hamburgo e Dusseldorf) ou a Itália (Roma e Milão) estão disponíveis desde 59 euros, assim como vários destinos espanhóis ou até Marrocos (Casablanca e Marraquexe). Moscovo, Varsóvia, Praga e Budapeste fecham a lista com preços desde 79 euros.

Na campanha, as rotas que permitem partida do Porto com preço promocional, além de Madrid ou Barcelona, são ainda Paris, Genebra, Roma, Milão e Luxemburgo (59 euros).

Segundo informa a companhia, a "tarifa aplicada nesta promoção é dobrável para viagens de ida-e- volta", sendo que o "preço final dependerá das taxas aeroportuárias, que variam consoante o aeroporto de regresso".

A campanha inclui ainda uma segunda promoção com os voos de longa duração, sendo que neste caso é anunciado o preço de ida-e-volta e a lista apenas inclui dois destinos com partida do Porto (Nova Iorque e Rio). Cabo Verde destaca-se na lista como o destino mais económico: Sal, São Vicente ou Praia desde 309 euros. Mas também não faltam propostas no Brasil a 549 (Salvador) ou 649 euros (Brasília, Fortaleza, Rio de Janeiro) - por mais 50 euros, encontram-se Recife, Natal, Belém e Manaus. Nos EUA, Nova Iorque e Miami são anunciados a 549 euros. A lista inclui ainda Bogotá e Cidade do Panamá por 649 euros.

Europa e Marrocos em promoção 

(preços por voo)

Desde 39 euros: Madrid, Barcelona

Desde 49 euros: Terceira, Ponta Delgada, Paris, Genebra, Nice, Bordéus,

Desde 59 euros: Hamburgo, Dusseldorf, Roma, Milão, Luxemburgo, Zurique, Oviedo (Astúrias), Sevilha, Málaga, Bilbau, A Coruña, Valência, Casablanca, Marraquexe

Desde 79 euros: Praga, Budapeste, Varsóvia, Moscovo

África, EUA e Brasil em promoção

(preços ida-e-volta)

Desde 309 euros: Cabo Verde (Sal, São Vicente, Praia)

Source: http://fugas.publico.pt/Viagens/345855_tap-celebra-aniversario-com-campanha-de-voos


*****

Voos da tap

“O teu coração bate por Pombal”. É este o mote do vídeo que, em breve, vai promover Pombal junto dos tripulantes da TAP.

Por enquanto, o filme circula apenas online, nas redes sociais, mas fonte da autarquia explica que a difusão do vídeo nos aviões da portugueses já está garantida.

O projeto resulta de uma parceria entre o município e a Confraria do Bodo. São mais de quatro minutos de imagens – acompanhadas de um texto narrado em português e legendado em inglês –, que dão a conhecer as potencialidades do concelho: da serra de Sicó à praia do Osso da Baleia, passando pelos monumentos, museus e gastronomia.

Source: http://www.regiaodeleiria.pt/blog/2014/08/19/video-vai-promover-pombal-nos-voos-da-tap/


*****

Voos da tap

A TAP pediu ao Conselho Económico e Social (CES) que declarasse obrigatória a realização de 20% dos voos programados para os quatro dias de greve geral agendados para o período entre o Natal e o Ano Novo. Os serviços mínimos serão definidos numa reunião que decorrerá na segunda-feira.

No entanto, a situação poderá alterar-se caso o Governo decida avançar com a requisição civil, obrigando os trabalhadores a apresentarem-se ao serviço. Mesmo que seja essa a opção que sairá do Conselho de Ministros desta quinta-feira, já não irá a tempo de evitar os danos causados a milhares de passageiros.

De acordo com fonte oficial da TAP, “há 1067 voos programados” para 27, 28, 29 e 30 de Dezembro e “foram pedidos serviços mínimos que correspondem a 20% da operação”. A fasquia é um pouco mais elevada do que em greves passadas, visto que, a manter-se, esta paralisação vai ocorrer num período importante para a companhia, para o turismo e para os passageiros que viajam nesta quadra. Nos quatro dias de protestos convocados pelos tripulantes a 30 de Outubro, 1 e 30 de Novembro e 2 de Dezembro, por exemplo, a empresa tinha proposto a realização de 17,5% dos voos.

Além de algumas ligações à Madeira e aos Açores, a TAP pediu que fossem realizados voos para e de destinos europeus com forte presença de comunidades portuguesas, seja França, Reino Unido, Luxemburgo e Suíça. Além disso, pretende ver asseguradas frequências para África, nomeadamente Angola e Moçambique, e para o Brasil e Estados Unidos, bem como os voos de regresso de aeroportos internacionais.

A decisão sobre os serviços mínimos só será conhecida na segunda-feira, no final da última reunião do tribunal arbitral do CES, agendada para as 12h. Há uma primeira reunião marcada para as 10h já da próxima sexta-feira. A decisão terá também em conta a posição dos sindicatos.

Requisição civil em cima da mesa

No entanto, esta quinta-feira será determinante para se saber em que pé fica a greve geral na TAP, já que o Governo decidirá, em Conselho de Ministros, se avança com uma requisição civil, obrigando os trabalhadores a apresentarem-se ao serviço. “Tenho a certeza que o Governo tomará medidas adequadas para que a empresa regresse à normalidade. A questão [requisição civil] será analisada no Conselho de Ministros desta quinta-feira”, confirmou na quarta-feira o primeiro-ministro .

Mas o Governo sabe que a decisão não é fácil. Além da carga política e social da medida, que só foi usada uma vez na TAP em 1997, a sua eficácia não é garantida. Os trabalhadores podem simplesmente não comparecer, desde que justifiquem a sua ausência.

E mesmo que tome essa opção, o executivo já não irá a tempo de evitar os danos causados por esta paralisação a milhares de pessoas. A TAP informou na quarta-feira que mais de 20 mil passageiros já foram obrigados a alterar as viagens por causa da greve.

A companhia tinha 130 mil clientes com voos marcados para este período e, além dos que escolheram datas alternativas para viajar, há uma parte que está a pedir o reembolso, com perda imediata de receitas para a empresa. O número de passageiros que desistiu de voar pela companhia entre 27 e 30 de Dezembro duplicou em menos de 24 horas, visto que na terça-feira à noite chegava a dez mil.

As companhias que concorrem com a TAP são as grandes beneficiárias da fuga de passageiros. Ainda na quarta-feira, a Lufthansa anunciou que "devido ao aumento do volume de tráfego" vai disponibilizar um voo adicional nos dias 27, 28, 29 e 30 de Dezembro entre Lisboa e Frankfurt (ida e volta).

Os 12 sindicatos que convocaram a paralisação enviaram na segunda-feira uma proposta ao Governo. que exige que a venda do grupo, relançada em Novembro, seja suspensa enquanto decorrerem as negociações. O executivo rejeitou a proposta. pondo completamente de parte a hipótese de colocar o processo em stand-by, mesmo que temporariamente.

Na quarta-feira, o secretário-geral do PS comentou o assunto à saída do seu primeiro encontro com o Presidente da República como líder socialista, classificando a privatização como “uma enorme imprudência”. E aproveitou para culpar o Governo de ser o principal responsável da presente situação.

“O ideal seria que fosse possível encontrar uma solução de diálogo que poupasse o país aos custos deste conflito. Mas a responsabilidade deste conflito é inteira e exclusiva deste Governo que nem com a oposição, nem com os trabalhadores da TAP foi capaz de manter qualquer diálogo”, disse em Belém.

Neste momento, existe um braço-de-ferro entre os sindicatos e o Governo que parece muito difícil de ultrapassar. Mas, dentro da própria plataforma sindical, há posições divergentes sobre os motivos da greve e as exigências a reivindicar. Com Nuno Ribeiro e Nuno Sá Lourenço

Source: http://www.publico.pt/economia/noticia/tap-pede-servicos-minimos-para-assegurar-20-dos-voos-na-greve-1679777

21.10.2019

New

31 2015 mar

Lan voos

Lan voos LAN Airlines A LAN Airlines é a maior companhia aérea no continente sul-americano e uma importante parceira da aliança Oneworld. Em 26.06.2012, após dois...

02 2015 abr

Transportadora aereo

Transportadora aereo Tudo comeзou em 1987. Deste ano atй os dias de hoje, a Aeromed Transportes Ltda. jб realizou...

21 2014 feb

Sobre avião

Sobre avião Sydney, Austrбlia, 26 nov (Lusa) -- As equipas contratadas pela Austrбlia para procurar o aviгo da Malaysia Airlines, desaparecido desde marзo, nгo encontraram qualquer...

Popular on-line

Trip linhas aereas

Trip linhas aereasTrip Airlines is now available on the Alternative Airlines price and availability display with instant flight confirmation and ticketing. Trip's route network is ... Saber mais...

Qual é a diferença entre a classe turística e classe executiva?

Hoje em dia podemos encontrar bilhetes acessíveis  praticamente em qualquer companhia aérea do mundo. Por exemplo: para os estudantes ou reformados. Frequentemente as companhias têm ... Saber mais...

Viagem online

Viagem onlineFilmes Online Grátis > Drama > Uma Longa Viagem – DubladoSinopse:Desde a sua juventude, Eric Lomax foi obcecado por trens. Ironicamente, ele foi capturado ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros