Comprei passagem aerea pela internet e agora

Comprei passagem aerea pela internet e agora

junho 18, 2013 por Márcio

Destino de milhares de brasileiros todos os anos (grande parte em lua de mel) e um dos meus destinos preferidos também, Paris realmente é charmosa, romântica, fascinante, linda, etc. É tudo que você ouve falar de quem já foi. Eu pelo menos sou um grande puxa-saco da cidade. Coincidência ou não, Paris é a cidade no exterior que eu visitei mais vezes. Foram 4, sendo a última agora em maio de 2013. Portanto, as informações estão atualizadas de acordo com esta data.

Se você pretende visitar Paris, leia com atenção o post pois algumas dicas importantes estão descritas. Dedique pelo menos 5 dias para a cidade.

Se vc chega de avião direto do Brasil para Paris, chegará no aeroporto Charles de Gaule (CDG). Como de costume, a primeira dúvida dos viajantes é como ir do aeroporto para o hotel: táxi, ônibus, carro alugado, metrô ou trem? Em Paris a chegada é muito fácil, pois o aeroporto é interligado à rede de metrô. Portanto, a não ser que vc esteja com toneladas de malas, vale a pena ir de metrô. Ao chegar, procure pela sigla RER. Só um alerta: as estações de metrô em Paris não têm escada rolante nem elevador, portanto, vc terá que carregar as malas pelas escadas. Se optar pelo táxi, chuto que irá gastar cerca de €80 até a cidade.

Caso esteja viajando de trem, vc provavelmente chegará na Gare du Nord ou na Gare de l’Est, as duas principais estações de trem de Paris. O acesso também é facílimo. Ambas estão também interligadas ao metrô.

Acho muito difícil recomendar hotel. Cada um tem uma idéia do que é um bom hotel. Uns querem preço bom, outros querem luxo, outros querem serviços, outros querem um quarto grande, outros desejam boa localização e por aí vai. No meu caso, procuro sempre hotéis com custo razoável, mas com um mínimo de conforto e limpeza e bem localizados. O hotel em que ficamos em Paris é um perfeito exemplo deste tipo de hotel. É o Kyriad Gare de l’Est. Ele fica bem na porta da Gare de l’Est. O hotel é bom, com excelente atendimento, ótima localização, limpo e confortável. Como pontos negativos, o café da manhã (que não está incluso e custa €11,50 por pessoa por dia), quarto pequeno e achei que o filtro do ar condicionado precisava de uma limpeza, mas no geral certamente recomendo este hotel, a não ser que vc esteja em lua de mel. Aí é melhor procurar outro.

Uma dica que dou, que foi ótimo no nosso caso, é para quem está viajando de trem. Procure hotéis perto da estação de trem. É bem mais fácil se deslocar com as malas. O nosso hotel foi perfeito. Fica DENTRO da Gare de l’Est, de onde chegavam e partiam nossos trens.

Outra dúvida tradicional é como se deslocar pela cidade. Em Paris a resposta é fácil e rápida: metrô! Esqueça qualquer outra alternativa. Paris tem um trânsito caótico. Esqueça andar de táxi. Além disso, não tem onde estacionar, então esqueça aluguel de carro também.

O metrô, por outro lado, é rápido, eficiente e cobre TODA a cidade… TODA. Qualquer atração que vc queira visitar e qualquer hotel certamente estarão próximos a uma estação de metrô. O preço da passagem unitária não é barato (€1,70), mas existem algumas formas de economizar e pagar bem mais barato.

As duas principais são o bilhete de 10 unidades (€13,30) e o bilhete Paris Visite, que te dá viagens ilimitadas por um período de 1, 2, 3 ou 5 dias consecutivos.

Começando pelo Paris Visite, é um cartão que vc compra nas próprias estações e te dá acesso ilimitado ao metrô pelo número de dias que vc comprar. Os preços são:

1 dia: € 10,55

2 dias: € 17,15

3 dias: € 23,40

5 dias: € 33,70

A vantagem é poder fazer quantas viagens quiser. Porém é importante vc fazer as contas de quantas viagens vc fará no período em que estará em Paris. Um benefício do Paris Visite é que ele te dá descontos em algumas atrações, mas não vale a pena, pois são atrações que vc entra de graça com o Museum Pass (dica importantíssima que darei daqui a pouco).

A outra opção é o bilhete de 10 unidades. A vantagem é que vc na verdade receberá 10 bilhetes unitários que pode utilizar quando quiser e pode distribuir entre mais pessoas. E apesar de utilizar o metrô para tudo, vc também fará muitos deslocamentos a pé, pois as atrações de Paris na maioria estão próximas umas das outras. Outra vantagem é que é comum encontrar em Paris catracas desligadas ou com problema. Nestes casos, a entrada é gratuita. Então vc não precisará gastar seus bilhetes.

No meu caso, como fiquei 5 dias, teria que desembolsar € 33,70 por pessoa com o bilhete Paris Visite. Portanto, ele só valeria a pena se fizéssemos mais que 25 viagens nos 5 dias. Calculei que faríamos 20 viagens. Então era mais interessante comprarmos os bilhetes de 10 unidades. No final, fizemos 16 viagens, sendo que 2 foram de graça (catracas fora de serviço). Gastamos então € 39,90 (30 passagens para 2 pessoas) e ainda sobraram 2 passagens de recordação. Com o Paris Visite, teríamos gasto € 67,40. Com passagens unitárias, € 47,60.

Moral da história: faça as contas! E não esqueça que vc poderá fazer muitos trajetos a pé.

Comer em Paris é muito fácil… e caro! A comida é excelente, e tem para todos os gostos. São inúmeros restaurantes, em qualquer quarteirão. De chineses a italianos. De thailandeses e brasileiros. Vc certamente comerá bem em Paris. Mas pagará caro. Um almoço ou jantar para 2 pessoas sai em média € 40. Isto se vc não for muuito exigente com restaurantes.

Uma dica é a caixinha. Na França, o preço do prato já inclui o serviço (15% por lei). Então não se sinta constrangido de não deixar nada a mais do que está na conta. O garçom não vai esperar nada a mais mesmo. É claro que se vc quiser, pode deixar mais, mas não é necessário. O serviço já está incluso.

Obviamente a língua oficial é o Francês.

É verdade que ninguém fala inglês e que eles são grossos se vc tenta falar em inglês? Não.

No geral, os franceses não são grandes poliglotas. Porém em hotéis e restaurantes, a maioria se comunica suficientemente bem em inglês. Fique tranquilo.

Se vc não fala nem um nem outro, bem, pratique seu turistês e sua mímicas. ;)

Euro. Atualmente (maio de 2013), € 1 = R$ 2,65

Todo lugar aceita cartão de crédito, mas é importante sair do Brasil com uma quantia razoável em espécie, para o caso de o cartão não funcionar (o que é comum em máquinas de auto atendimento).

Quando for comprar seus Euros ainda no Brasil, peça notas pequenas, de no máximo €50. Levei só notas de €100 e deu um certo trabalho para trocá-las. Muitos lugares não aceitam.

Nas compras no cartão, não esqueça que será cobrado 6,38% de IOF.

De um modo geral, tudo em Paris é muito caro. Vc paga normalmente uns €5 por um refrigerante ou água em um restaurante.

Roupas, acessórios, souvenirs e eletrônicos não são muito diferentes. Custam muito caro. Portanto, não tenha muitas expectativas de fazer grandes compras.

Pode ser vantajoso caso queira compras roupas de grife. O destino certo neste caso é a Champs Elysées. Roupas populares de vez em quando valem a pena. Pode ser na H&M ou na C&A.

Eletrônicos, esqueça.

Perfumes, são mais baratos que no Brasil. Mas acho que os do free shop são mais baratos que em Paris.

O que certamente vale a pena é maquiagem. Também na Champs Elysées existe uma loja enorme da Sephora, onde vc acha de tudo com preços menores que no Brasil.

Bom, vamos então ao que interessa: passeios!

Como mencionei anteriormente, a principal dica deste post é adquirir o Museum Pass. É um cartãozinho que te dá acesso gratuito às principais atrações de Paris, como Arco do Triunfo, Catedral de Notre Dame, Castelo de Versailles, Museu do Louvre, Museu d’Orsay e muitos outros. Em algumas inclusive vc não precisará pegar filas. Vc pode comprar o passe de 2, 4 ou 6 dias. Os preços são:

Source: http://sigammeosbons.wordpress.com/


*****

Comprei passagem aerea pela internet e agora

Buenos Aires é destaque de turismo há muito tempo, mas a partir de 2008 obteve mais atenção, em razão da modificação de câmbio. A escolha foi comprovada por uma pesquisa da Revista Viagem e Turismo entre seus leitores, feita especialmente em virtude da queda do dólar.

A capital também foi escolhida em 2008 pelo jornal New York Times, por dois motivos: primeiro, o preço. Os hoteis são muito mais baratos que as capitais européias, mas o jornal adverte: não se esqueça das taxas hoteleiras, que chegam a 20%.

O segundo motivo, aponta o jornal, é que a capital tem muitas festas e bares, atraindo tambem a comunidade gay. Há diversos hoteis específicos para gays na cidade. (Em resposta às crescentes matérias do NYTIMES, houve resposta sobre a verdadeira identidade portenha – em inglês)

Atualmente, mais de 50% dos turistas na capital portenha são do Brasil. Em muitos locais, aceita-se até o Real como moeda (mas com uma conversão abaixo das casas de câmbio ou bancos do Brasil).

* De São Paulo: a Gol, Lan Chile, Tam, Pluna, Aerolineas Argentinas e British Airways oferecem vôos para a Argentina.

Em abril de 2011, a partir de R$500 reais pela Pluna. Trechos diretos pela TAM, Gol e Lan Chile, em média de R$700 reais. Promoções chegam a oferecer trechos diretos abaixo dos R$500.

Por cerca de R$300 a mais, você pode escolher um vôo com destino até Santiago. Pela Lan, trechos diretos entre São Paulo – Buenos Aires e Santiago.

* Pensando em Bariloche? São 1.680 km de distância. Há pacotes turísticos que já incluem a estação de esqui e a capital. Para evitar o alto valor das passagens aéreas de Buenos Aires até Bariloche (são cerca de $300 dólares), o jeito é comprar a passagens para as duas cidades, trocando o aeroporto de Buenos Aires, saindo por USD 537.00 pela Aerolíneas Argentinas e pela Lan Chile. (preços variam pela época. Agora, preços menores vão até março de 2009. Para depois, é aguardar promoções…)

DO AEROPORTO

São cerca de 35km a 40km até o centro da cidade

* ONIBUS privado: vá até o Manuel Tiendas Leon (com um Leão numa placa amarelada). Custa $50 (abril de 2011) para levar de EZE até Puerto Madero. Manuel Tienda Leon

* TAXI. varia o valor de acordo com o motorista. Mesmo aqueles que dizem fazer preço “fechado”, alteram o valor depois. Não pegue os taxis que são oferecidos por pessoas estranhas, tampouco os pretos-amarelos do lado de fora, pois eles poderão lhe cobrar exorbitâncias fora do normal. O Manuel Tienda faz o percurso por $194.

* SHUTTLE (serviços privativos contratados). Preços variam e, em geral, são cobrados em dólares.

ENTRADA. Não é necessário visto ou passaporte. Mas a Identidade deve ser válida como identificação no território nacional, expedido pelo governo federal (não serve a carteira de motorista, identidade funcional, carteira de clube, associação, oab, etc), ter foto, estar em bom estado de conservação e ter a foto recente ou que não esteja muito diferente de sua fisionomia atual. Na dúvida, leve o passaporte.

CARTEIRA DE MOTORISTA: é válida na Argentina.

Buenos Aires em números: 3 milhões de habitantes, 48 bairros, mais de 3000 restaurantes, 6 linhas de metrô, mais de 100 de ônibus

Telefones Úteis: Polícia 101, Bombeiros 100, Ambulância 107

MOEDA: peso argentino. Vale cerca de metade do Real.

Consulado do Brasil

Endereço: Carlos Pellegrini 1363, 5º. Bairro: Retiro

4515 6500

diversos@interprov.com.ar

www.brasil.org.ar

Segunda a Sexta: 9 am a 1 pm.

Postos de informações turísticas (CIT):

www.bue.gob.ar/?mo=portal&ac=componentes&f=52&ncMenu=228

CIT PUERTO MADERO – Alicia Moreau De Justo 200 Dique 4 – Puerto Madero *na margem da cidade)- Telefones (54 11) 4315 4265 segundas a domingos das 10 às 18h.

CIT RETIRO: Florida y Marcelo T. de Alvear, Retiro – Seg. a sexta 10 as 17h.

CIT RECOLETA: Quintana 596 Recoleta, em frente à Igreja – Telefones (54 11) 4313 0187 segundas a domingos das 10 às 17h. Sábado e feriados até as 18hrs

CIT AEROPORTO DE EZEIZA – Aeropuerto Internacional Ministro Pistarini

CIT RUA FLORIDA – Florida 100, a uma quadra da pirâmide de maio, sentido Diagonal Norte. Todos os dias das 09 às 18.

A maioria dos guias irá indicar primeiro um percurso pelo Micro-Centro. Como o nome diz, o bairro é perqueno e concentrado na Playa de Mayo. Lá estão a Casa Rosada (visitas finais de semana, 10 às 18), a Catedral Metropolitana (visita guiada Templo e cripta – seg a sab 15:30) e outras igrejas, o Banco de La Nacion em um prédio histórico (Avenidas Rivadavia, Reconquista, 25 de Mayo e Bartolomé Mitre), dentre outros.

* Palacio Barolo – Avenida De Mayo 1370 (Visita guiada segunda a quinta 16 às 19, ingresso $40 pesos)

* Cafe Tortoni ‎ – Avenida De Mayo 825. A fila roda rápido, mas pode chegar a 30 minutos de espera.

Museu fechado para restaurações, mas Casa aberta.

* Palacio de Correos (1928), hoje funciona um centro cultural

* Ministério da Economia (construção de 1939), dentro há restos de ogivas de bombas que caíram em 1955.

* Mayo com Peru. estação antiga Peru do Metrô, inaugurada em 1913. Em 1997, declarada Monumento Histórico Nacional.

Obs: Na frente do Congresso, há uma estátua original de O Pensador de Rodin (há outras 7 espalhadas no mundo). Plaza Lorea

www.omnilineas.com.ar

- Veja mapa da Região: Moon Guides

A larga avenida (uma das maiores do mundo), onde não se pode atravessar em apenas um semáforo (quase), tem lojas, o famoso Obelisco (mais de duas vezes ameaçado de destruição) e o Teatro Colon (1908) (Libertad 621), que tem visitas mediante ingresso.

Basilica y Convento de San Francisco – ofm.org.ar

Região Sul da cidade abriga a Bombonera (estádio do Boca, Brandsen 805) e o Caminito. uma estreita rua colorida, cartão postal da cidade. Apesar de muitos alertarem do perigo de assaltos a turistas, em geral é tranquilo.

>>> COMO CHEGAR CAMINITO. (ônibus) Linha 8, 86 (De maio até olavarria), 29 (Saens Pena até Mendonza), 64 (Maio até mendonza Caminito), 33 (Madero e Paseo Colon ate olavarria) – Boca até centro

>>> Outras atrações na região:

* Museu de Arte Quinquela Martín. Endereço: Av. Pedro de Mendoza 1835

* Teatro de la Ribera. Endereço: Pedro de Mendoza 1821

* Centro Cultural Fundação Proa.Endereço: Av. Pedro de Mendoza 1929

* Museu de Cera. Endereço: Del Valle Iberlucea 1261

* Bar La Perla. Endereço: Magallanes e Del Valle Iberlucea

Área revitalizada, antes era uma região portuária abandonada. Hoje tem hotéis de luxo e restaurantes (hás críticas pelas poucas opções de restaurantes).

* Puente de la Mujer

* Reserva Ecológica (Av. Tristán Achaval Rodríguez 1550)

* Fragata Presidente Sarmiento – Lunes a Domingo de 10 a 19 hs, Avenida Alicia Moreau de Justo 980. Metrô mais próximo B (Estação LN Alem)/4, ônibus: 93, 152. Diversão garantida para as crianças, essa fragata fica ancorada na margem do porto, com alguns artefatos da Marinha antigos.

>>> Como chegar a Puerto Madero: Para quem estiver no centro, o melhor acesso é a pé. Para outras regiões, de Palermo Norte, pegue a linha B (vermelha) até a última estação. Da Recoleta e Palermo Norte: ônibus 193 (Atrás do Cemitério da Recoleta, nas Azcuenaga)

* Torre Monumental. construída pelos britânicos em 1916 (após Plaza San Martin)

Retiro é o local de residências de luxo, tem o centro na Plaza San Martin. O general San Martin lutou para a libertação da Argentina contra o domínio espanhol. Atrás da praça está o Terminal de ônibus e Trem Retiro.

* Edificio Kavanagh – Florida 1065. Na época de sua construção, era um dos mais altos e modernos.

Seguindo por uns 20 minutos de caminhada pela região (6 de carro), seguindo a trilha dos mais chiques hotéis da cidade, você chegará até a Recoleta. Além de ser uma agradável área residencial, com muitos hotéis boutique (diárias a partir de $200 dólares), também há algumas atrações:

* Museo Nacional de Bellas Artes – mnba.org.ar – Avenida Pres. Figueroa Alcorta 2280. Terça a sexta 12.30 a 20.30 hs (grátis)

* Cemitério da Recoleta. onde está Eva Peron

* Museum of Latin American Art of Buenos Aires (MALBA) – Avenida Pres. Figueroa Alcorta 3415. Quinta a Segunda, 12:00 a 20:00. Quarta feira até 21hrs, entrada promocional de $10 (entrada normal $22). Terça fechado.

* Palácio nacional de las Artes – Palais de Glace – Terça a Domingo das 12 às 20 – Entrada Franca. Posadas 1725 com a Libertador

* Museu Nacional de Artes Decorativas – Avenida Del Libertador 1902. Terça a Sábado 2:00 pm to 7:00 pm. Verificar dias em que fecha no site (em razão de feriados ou dias específicos). Fecha segunda e domingo. Entrada $ 5.

>>> COMO CHEGAR – RECOLETA. 10, 21, 37, 38, 41, 59, 60, 67, 92, 93, 95, 102, 110, 118, 130. Do Retiro: 10 e 17 (Esmeralda, Juncal até Recoleta), 59 – Carlos Pellegrini até Recoleta (Libertador) e 60 – Liberdad até Recoleta (Las Heras). METRÔ: o mais perto vai até a Callao com Corrientes e Santa fé. Linha D (verde), mas ainda fica várias quadras da Recoleta.

* Cemitério da Recoleta. Como chegar até Eva Perón (seguir o caminho de árvores principal, até uma grande árvore, que divide o cemitério ao meio, virar à esquerda na rua maior, até o final, virar à direita, seguir três quadras, virar à esquerda e procurar uma parede de 3mts de altura de granito escuro.

Siga por detrás do Cemitério, pela Las Heras, até chegar na Calle Austria. Casas declaradas Monumento Nacional: 2577 / 2587 / 2589 / 2593 ye 2601

* Livraria El Ateneu – Teatro Gland Splendid -Avenida Santa Fe 1860. Telefone: 4813.6052 – Embora seja uma livraria, o predio é um teatro, construído em 1919, que merece uma visita. Como chegar: O melhor é descer a Av. Callao (cerca de 10 minutos do Cemitério da Recoleta, 7 quadras) ou descer na estação Callao, se estiver no centro, e subir em direção à Recoleta.

Horário de atendimento: Segunda a Quinta 9:00-22:00 hs, Sexta e Sábado das 09:00 às 24:00 hs, Domingos 12:00-22:00 hs.

Parada para lanche: Café La Biela, Avenida Pres. Manuel Quintana 596, em frente à entrada da Igreja do Pilar, paralela à Alvear.

- Veja mapa da Região Recoleta: Moon Guides

www.moon.com/files/map-images/arg_01_Recoleto-and-Barrio-Norte.jpg

* PALERMO ( area da Scalabrini Ortiz av ate J.B,Justo Av, e da Av Cordoba até Guemes), local chique e “trend” da cidade.

Famosa por lojas de grifes, nem sempre com bons atendentes ou preços, mas atrai muitos Brasileiros.

>>> COMO CHEGAR PALERMO. Linea 109 (Córdoba desde Madero até Malabia), 140 (córdoba desde madero até o final) Outros: 106, 168 (Rivaldavia até Velazco) . METRO (SUBTE): Linha B (vermleha) até Malabia, Linha D (Verde) leva até Alto Palermo e Jardim Botânico

- Veja mapa da Região Palermo: Moon Guides

Atrações em Palermo: *Museum ‘Evita’ – endereço: Lafinur 2988, Palermo (ao lado do jardim Botânico)

4807 9433 // 4804 3168. Terça a Domingo, 11 às 19 horas.

* Jardin Japones e Jardin Botanico Carlos Thais (Av. Santa Fe, entre la Av. Las Heras

y la calle República Arabe Siria)

  • SAN TELMO – Iglesia Ortodoxa Rusa de la Santísima Trinidad. 1910 (calle Brasil 315), Museo Histórico Nacional (Argentina precolombina y la época colonial), Parque Lezama. La Feria de Antigüedades (Plaza Dorrego, funciona aos domingos)

>>> COMO CHEGAR SAN TELMO. (ÔNIBUS) descer na Av. Independência ou Carlos Calvo. Linha nº 129 da Lima até Av. Brasil, 29 e 34 (República, Catedral, segue pela Bolivar), 22 (Retiro até Bolivar), 28 (25 de maio, Catedral, Bolivar até Juan de Garay), 126 (Bouchard, Bolivar até Carlos Calvo). METRÔ San Juan (linha C)(não fica muito perto, tem 10 minutos de caminhada).

* Plaza Dorrego (colonial), onde há a feira citada acima.

OUTROS LOCAIS DE INTERESSE EM BUENOS AIRES

* Museo del Automóvil Club Argentino

* Museo Casa Carlos Gardel. Jean Jaurès 735

* Feria de Mataderos (domingo e feriados) Avenida de los Corrales 6500. É das feiras mais populares da cidade, mas fica longe. Cómo llegar: Colectivos 55, 63, 80, 92, 103, 117, 126, 141, 155, 180

VISTA DA CIDADE :

Source: http://viagem.decaonline.com/buenos-aires-mapas-e-info/


*****

Comprei passagem aerea pela internet e agora

Os que me conhecem de outros carnavais (e acho que os que pouco me conhecem também) percebem que há tempos eu venho martelando aqui nesse blog sobre a questão da matança dos tubarões mundo a fora. O quanto esse grupo de animais é importante pro ecossistema marinho, o quanto vem sendo ameaçado. a ponto de pesquisadores pelo mundo e da própria ONU já terem declarado que os tubarões devem ser prioridade máxima de conservação no mundo atual.

Minha preocupação em disseminar tal informação (por demais esquecida pelas pessoas em geral) é tamanha que fiz questão de enfatizar isso logo no primeiro tópico do guia Malla de consumo de peixes :

“1) NUNCA compre cação. NUNCA coma cação, independente de onde você more. Tubarões ou cações são peixes ameaçadíssimos de extinção no mundo inteiro e ao comê-los, você incentiva o tenebroso comércio de barbatanas pra China.

Há outros peixes bastante ameaçados também, como o atum. o bacalhau e o salmão. E para todos eles, o preço da carne é proporcional à sua raridade, com o bacalhau liderando o ranking dos mais ameaçados e, portanto, dos mais caros. Razoavelmente lógico, não? Mas então… por que o mesmo não acontece com o tubarão? Por que a carne de cação é das mais baratas vendidas do mercado?

Hoje, eu encontrei os seguintes preços no portal do CEAGESP :

– Polvo: R$14,00/kg

– Camarão rosa pequeno: R$12,00/kg

– Linguado: R$10,00/kg

– Salmão: R$14,00/kg

– Badejo: R$14,00/kg

– Salmão: R$23,00/kg

– Robalo: R$22,50/kg

– Atum: R$11,00/kg

– Pescada grande: R$5,00/kg

– Tilápia: R$2,50/kg

Cação: R$4,50/kg

Sendo que no varejo o produto é vendido mais caro.

Há peixes mais baratos e sustentáveis, como a tilápia. Mas dentre aqueles extremamente ameaçados que estão à venda no mercado brasileiro, o cação é sem dúvida o mais barato de todos. Uma contradição que tentarei explicar aqui.

No Brasil, não é proibido pescar o tubarão e vender sua carne no mercado. É proibida pela portaria 121-N do IBAMA (link em pdf ) a prática do “finning” – ou seja, matar um tubarão apenas para retirada das barbatanas, descartando a carcaça do animal no mar, onde o bicho tem pouquíssimas chances de sobrevivência sem a barbatana para auxiliar em seu deslocamento. E os barcos de pesca brasileiros não fazem isso. Nas palavras de um pesquisador, que lemos na reportagem da Folha de ontem :

“Hoje, a prática do “finning” em águas brasileiras praticamente não existe. Os barcos nacionais aproveitam 100% dos tubarões capturados e os estrangeiros têm observadores de bordo.”

E será que por isso então é ok matar o animal? O número de tubarões perdidos por ano continua aumentando, o dano ao ecossistema continua o mesmo, com ou sem finning, independente da semântica da lei. A lei, nesse caso, é mero subterfúgio conivente a interesses financeiros maiores.

Todo pescador no mundo sabe que a barbatana é o bem mais cobiçado de um tubarão, por causa da demanda no mercado asiático. Quando um pescador pesca um tubarão, em geral a primeira ação que toma é separar a barbatana, ainda em alto-mar, e pôr para secar. E o resto do bicho vira subproduto – porque o principal já está garantido para o comprador chinês/taiuanês. Na maior parte do mundo, a carcaça vai pro mar. No Brasil, sobram nos congeladores dos barcos quilos e mais quilos de carne. Que são levadas ao continente para comércio.

Por uma razão cultural (?), os brasileiros consomem a carne do cação, que é um lucro “colateral” limpo para o pescador. O gerador de lucro mais controverso, a barbatana, já está longe há tempos quando você vê a carne de cação no mercado. O “finning”, único e exclusivo, na definição simples da lei, realmente não existe no Brasil. Ele existe mascarado pela venda da carne de cação.

E é essa brecha da legislação do IBAMA que permite à indústria pesqueira nacional continuar dizimando tubarões – porque a carne é consumida. Barata, ainda por cima – quanta ironia… Para mudar essa situação em prol de um ecossistema marinho sustentável, a meu ver é fundamental que se proíba a pesca de tubarões. sua comercialização completa. Tornando essa atividade ilegal, pelo menos o IBAMA poderá coibir alguma parte desse comércio sob o amparo da lei. Seria melhor ainda se fosse possível elaborar um programa de pesca sustentável do tubarão, que acomodasse os pescadores artesanais, sua nutrição, cultura e a manutenção do ecossistema saudável; mas na atual conjuntura de quase-extinção de várias espécies de tubarões, isso soa infelizmente deveras utópico.

Deixo então, para reflexão de todos que porventura passem por aqui, duas imagens do “processamento” de um tubarão em alto-mar. As fotos foram tiradas a bordo de uma embarcação de pesca de bandeira brasileira em território brasileiro.

Pescador retira barbatana assim que o tubarão chega, no convés do navio. Em seguida, barbatanas secando ao sol.

Tudo pelos tubarões sempre.

Quem é o real predador?

**************************

- Ressalto aqui o fato de que os consumidores de carne de cação também não sabem que, além de toda essa questão ecológica, comer carne de animais de topo de cadeia alimentar, carnívoros, aumenta consideravelmente a quantidade de mercúrio no organismo da pessoa. Leia aqui as recomendações do FDA para consumo desses animais por mulheres grávidas e crianças. – Publicado também no Faça a sua parte .

Source: http://www.luciamalla.com/blog/2008/06/por-que-a-carne-de-cacao-e-tao-barata.html

26.09.2020

New

31 2015 mar

Viagens de carro

Viagens de carro Há um prazer quase inBilhete aéreo Voo SP-Rio na Copa jб custa quase o mesmo que ir a NY Ainda faltam oito meses para a Copa do Mundo começar, mas tenteritível em se pegar a estrada de carro. Desde a hora que você para pra separar uma trilha...

02 2015 abr

Bilhete aéreo

Lisboa açores low cost Offers of hotels in Ponta Delgada Azores Insert flight destination to see the offers available Insert flight origin...

21 2014 feb

Popular on-line

Aviao da gol

Aviao da golO Boeing 737-800 da empresa Gol caiu, nesta sexta-feira no Mato Grosso com 155 pessoas a bordo. Os integrantes da Forзa Aйrea Brasileira que ... Saber mais...

Booking voos

Booking voosA companhia aérea low cost Ryanair e o portal de reservas de hotéis Booking.com acabam de anunciar uma grande campanha de promoções com a renovação ... Saber mais...

Agencias de viagens rj

Agencias de viagens rjBuscas similares a "agencia turismo estado rio de janeiro":turismo hotelaria salario estado rio de janeirohostess restaurante estado rio de janeirogerente alimentos bebidas estado ... Saber mais...

Testimonials

Bem-vindo ao nosso site! Aqui você pode encontrar os voos mais baratos e hotéis para sua viagem.”

equipa de desenvolvimento, Viagens Aviao

Os nossos parceiros